Conheça o Sistema FAEMG

O SISTEMA FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais, capacita os profissionais do campo, além de desenvolver pesquisas que fomentam o agronegócio no estado.

Agronegócio em Minas Programas
Editais

Pesquise todos os editais emitidos pelo SISTEMA FAEMG (FAEMG, SENAR, INAES e Sindicatos).

Compartilhe

Mais economia e renda com beneficiamento de verduras e legumes

ALIMENTAÇÃO
ESCRITO POR DIEGO SOUZA, DE GOVERNADOR VALADARES
18/05/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR

Para driblar a alta dos preços de legumes, verduras e frutas e garantir uma renda extra, mulheres de Caraí, no Vale do Jequitinhonha, participaram do curso de Fabricação e Conservação de Alimentos - Beneficiamento de Verduras e Legumes, promovido pelo Sistema FAEMG, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Teófilo Otoni e a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura de Caraí.

Das nove participantes do curso, três estão sendo acompanhadas pelo Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Olericultura. Macileia Nunes de Oliveira é uma delas e, agora, faz planos para economizar e faturar com o beneficiamento de verduras e legumes.

“Estou com uma grande expectativa tanto para fazer e consumir aqui na minha casa, como para comercializar os produtos processados. Já tenho um comércio na feira local e, além disso, tenho uma clientela que eu atendo pelo WhatsApp. Agora, com tudo o que aprendi no curso, como higienização, processamento e embalagem dos produtos, pretendo economizar com as compras, aumentar a produção e a minha clientela, melhorar a qualidade dos meus produtos e a minha renda mensal”.

“Este curso tem como objetivo realizar o processamento mínimo de verduras e legumes, ou seja, ensinar o passo a passo para que elas entreguem um produto pronto para o consumo com qualidade, beneficiando o consumidor com mais saúde e praticidade. A maioria das participantes é de produtoras agrícolas. Elas gostaram bastante, pois, além de reduzir desperdícios, economiza e agrega valor aos produtos”, afirmou a nutricionista Paula Figueiredo Pereira, que ministrou o curso.

“O curso mostrou que, quando a gente acha que sabe tudo, descobrimos que não sabíamos nada. Na minha horta tenho produzido verduras e legumes. Hoje já estou colocando em prática tudo o que aprendi e já percebo os resultados. Essa evolução é uma marca também do ATeG Olericultura, que tem mudado a produção de hortaliças para nós que estamos participando do programa”, disse a produtora Glaucia Matos Pereira.