Conheça o INAES

O INAES (Instituto Antonio Ernesto de Salvo) é uma associação civil sem fins lucrativos, dedicada ao desenvolvimento, pesquisa e inovação de sistemas produtivos. Atua em parceria com instituições públicas e privadas para fomentar a evolução das cadeias do agronegócio.

Projetos Estudos e Publicações
Editais

Pesquise todos os editais emitidos pelo SISTEMA FAEMG (FAEMG, SENAR, INAES e Sindicatos).

Compartilhe

Trator totalmente autônomo em feira internacional

TECNOLOGIA E INOVAÇÃO
ESCRITO POR POR MARINA SALLES, AGTECH GARAGE
19/01/2022 . INAES
A John Deere é pioneira em oferecer a tecnologia do trator agrícola autônomo ao mercado

A John Deere anunciou hoje que seu primeiro trator autônomo está pronto para a produção em larga escala e deve chegar ao mercado ainda este ano. O anúncio foi feito durante uma conferência na maior feira de tecnologia do mundo, a Consumer Electronic Show (CES).

A máquina combina o trator 8R da John Deere, subsolador habilitado da TruSet, sistema de orientação GPS e novas tecnologias avançadas. A companhia prevê que a máquina autônoma estará disponível para os agricultores até o final de 2022.

“A automação deixou de ser um conceito, ela se tornou uma prática da revolução na agricultura. A John Deere está pronta para auxiliar o agricultor a desbloquear a sustentabilidade e a eficiência das operações”, afirma Dan Leibfried, diretor de inovação da John Deere para América Latina.

O trator autônomo tem um propósito específico, segundo Leibfried: ajudar a alimentar o mundo. Espera-se que a população global cresça de 7,8 bilhões para quase 10 bilhões de pessoas até 2050, aumentando a demanda global por alimentos em 50%. Mas os agricultores terão de produzir mais sem necessariamente abrir novas áreas.

A tecnologia também vem para auxiliar o produtor com as variáveis ??inerentes à agricultura: como as mudanças nas condições climáticas, variações na fertilidade do solo e presença de ervas daninhas e pragas.

Tecnologia de ponta
O trator autônomo conta com seis pares de câmeras estéreo, que permitem a detecção de obstáculos em 360º e o cálculo da distância. As imagens capturadas pelas câmeras passam por uma rede neural que classifica cada pixel em aproximadamente 100 milissegundos e determina se a máquina continua se movendo ou para, dependendo se um obstáculo é detectado.

A máquina também verifica continuamente sua posição em relação a uma “geocerca”, garantindo que esteja operando onde deveria e com menos de uma polegada de precisão. Ela está preparada para operar 24 horas, 7 dias por semana, parando apenas para fazer o reabastecimento a cada 8 horas em média.

Autonomia com praticidade
Para usar o trator autônomo, o agricultor só precisa transportar a máquina até o campo e configurá-la para operação autônoma. Durante os trabalhos dela, pode ficar no escritório e monitorar o status do equipamento do seu dispositivo móvel.

O John Deere Operations Center Mobile (Centro de Operações) fornece acesso em vídeo ao vivo às operações. Além de imagens, dados e métricas, para o agricultor decidir se precisa fazer algum ajuste de velocidade, profundidade e outros parâmetros. Anomalias no funcionamento da máquina são notificadas automaticamente.

“Com esta inovação, o produtor conseguirá otimizar as operações, trazer mais segurança e ser mais eficiente. Com o desenvolvimento tecnológico, buscamos devolver ao agricultor um tempo precioso e melhorar a qualidade de vida daqueles que nos ajudam a alimentar, vestir e abrigar a população”, diz Leibfried.

*Com informações de assessoria de imprensa.