Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Meio Ambiente

Acesse informações técnicas sobre a gestão ambiental na atividade agropecuária em Minas Gerais.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe

Programa atende criadores de gado de corte em Jaguaraçu

ATEG
ESCRITO POR DIEGO SOUZA, DE GOVERNADOR VALADARES
19/08/2021 . SENAR

As visitas técnicas do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) na Bovinocultura de Corte começaram para 30 produtores rurais de Jaguaraçu. A inciativa é do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Marliéria.

“É um atendimento técnico e gerencial para auxiliar os produtores, cada um dentro da sua realidade, no desenvolvimento da propriedade, para fazer com que ela se torne rentável. Nas visitas técnicas, a gente faz o levantamento do que tem na propriedade e vamos fazendo recomendações para o produtor, dentro das possibilidades de cada um”, explicou a técnica do ATeG, Edirlaine Araújo Quintão.

“Na reunião de sensibilização dos participantes do ATeG, o gerente regional do Sistema FAEMG/SENAR/INAES em Governador Valadares, Luiz Ronilson de Araújo Paiva, e o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Marliéria, Paulo Pires, destacaram que o objetivo é fortalecer a bovinocultura de corte e elevar a produtividade”, disse a mobilizadora Ana Paula Gonçalves Pires.

“Esse programa vai ao encontro da grande necessidade da maioria dos produtores rurais: carência de assistência técnica e auxílio no gerenciamento. O objetivo é melhorar a performance da propriedade. Espero que, ao final do programa, eu melhore o desempenho da minha atividade”, afirmou o produtor Waldmir de Assis Castro.

“Essa é uma iniciativa ímpar. Crio gado de corte e bezerros, mas de uma forma essencialmente amadora, e o mercado brasileiro hoje não tem mais espaço para amador. Tudo tem que ser feito de forma profissional. Estou extremamente ansioso para investir no gado de corte, mas só o farei depois que eu tiver essa orientação técnica”, destacou o também produtor Renato Martins de Azevedo.