Compartilhe

Sistema Faemg Senar entrega prêmios no Semeando

PROGRAMA SEMEANDO
ESCRITO POR JULIANA FIDELIS, DE UBERABA; E FLÁVIO CHRISTO, DE JUIZ DE FORA
01/12/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, INAES, FAEMG
Aluna Valentina Machado Ferreira e a professora Luci Lanuci Carneiro recebem a premiação em Itapagipe

O Sistema Faemg Senar iniciou a entrega dos prêmios aos vencedores do Programa Semeando. Nesta semana, alunos e professores de escolas das regionais de Uberaba e Juiz de Fora já receberam a premiação, que inclui um tablet Samsung Galaxy e mochila, pelos destaques nas categorias desenho e redação do concurso.

O Semeando é uma iniciativa conjunta do Sistema Faemg Senar e do Sebrae Minas e tem o objetivo de levar a crianças e educadores de escolas públicas a compreensão crítica e global sobre a importância do agronegócio, da sustentabilidade e da relação campo-cidade. Considerado o maior programa de educação ambiental do estado, neste semestre contou com a participação de mais de 73 mil estudantes e mais de 4.300 professores, de quase 500 escolas.

Entrega da premiação na Escola Municipal Gil Brasileiro da Silva, em Itapagipe

No Triângulo Mineiro, o gerente regional do Sistema Faemg Senar, Ricardo Tuller, fez a entrega dos prêmios nas escolas dos municípios de Ituiutaba e Itapagipe. Valentina Machado Ferreira, de 10 anos, da Escola Municipal Gil Brasileiro da Silva, de Itapagipe, foi a vencedora na categoria redação. “Fiquei emocionada. Eu fiz pesquisas em livros e outros materiais para abordar a sustentabilidade e o empreendedorismo na redação. Acho muito importante os cuidados com o meio ambiente”, afirmou. A professora Luci Lanuci Carneiro destacou a qualidade do material do programa, que facilitou o trabalho com os alunos. “Foi muito bom trabalhar o tema, os alunos interagiram muito e quem ganha é a escola, a comunidade e o município, que tem este reconhecimento. É um trabalho de equipe e esse prêmio é dividido com toda a comunidade escolar”, afirmou.

Aluno Isaac Gabriel Pereira Silva e a professora Marcleide da Silva Martins recebem a premiação em Ituiutaba

Concurso de desenho

Já no concurso de desenho, Isaac Gabriel Pereira Silva, aluno do 3º ano do Centro Integrado Municipal de Educação Tancredo de Paula Almeida, de Ituiutaba, foi o vencedor na região. Aos 8 anos, ele achou muito legal participar do programa. “Eu desenhei um menino jogando papel no lixo para mostrar que não podemos deixar sujeira na rua. Fiquei muito feliz com o resultado”, contou. Para a professora Marcleide da Silva Martins foi uma experiência maravilhosa ver o desempenho dos alunos. “Foi incrível ver a dedicação de todos da escola, pois nós trabalhamos em equipe. Foi muito emocionante focar neste projeto. Que venham outros”.

O gerente regional do Sistema Faemg Senar, Ricardo Tuller, parabenizou os vencedores e demais participantes do programa. “Na entrega dos prêmios, percebemos como todos se empenharam nas atividades e valorizaram o Semeando, mobilizando toda a escola para receber a premiação com um grande evento, com a presença de prefeito, secretário de educação e de parceiros, além de outras turmas de alunos. Isso motiva esses estudantes a participarem das próximas edições do Semeando. Vimos a importância e a dimensão do programa para os municípios”, finalizou.

A agente de desenvolvimento rural, Juliana Nascimento, com Danúbia e Wander Magalhães

Regional de Juiz de Fora

Na cidade de Bicas, na Zona da Mata, uma aluna da Escola Municipal Coronel Joaquim José de Souza, foi premiada no concurso de desenho do Programa Semeando. Os prêmios foram entregues pelo gerente regional do Sistema Faemg Senar, Wander Magalhães, que ressaltou a importância do programa. “O Sistema Faemg Senar incentiva a criatividade das crianças e lança um grande desafio para as escolas em desenvolver cada vez mais essa criatividade a partir do conhecimento sobre o agro”, disse.

Elena Vasconcelos, de 8 anos, ficou com a premiação após fazer um desenho com o tema: ‘Cuidando do planeta para colher flores’. Ela recebeu uma mochila e um tablet Samsung Galaxy, além de cadernos, lápis e canetas, que vão ajudar nos estudos e na criatividade dela. “Estou muito feliz com os prêmios. Já estou ansiosa para, no próximo ano, participar de novo. Eu vou me esforçar cada vez mais para conseguir ganhar e ajudar o meio ambiente e, se eu conseguir, vou ficar muito feliz”, contou Elena.

A mãe da Elena, Cíntia Lopes, disse que a filha é muito estudiosa e que já começou a pôr em prática os aprendizados que tem com o programa. “Ela desenvolveu o gosto por plantas, já fala comigo em casa sobre economia de água, para evitar desperdício, sobre conservação do meio ambiente e sustentabilidade”, revelou.

A professora Danúbia, Wander Magalhães, Elena e sua mãe, Cíntia

A professora Danúbia Corrêa é a responsável pelo Semeando na Escola Municipal Coronel Joaquim José de Souza. Durante o ano letivo, ela trabalhou com os alunos diversas atividades lúdicas com o auxílio do personagem Torrãozinho. Essas atividades envolviam o desenvolvimento de atitudes e pensamentos sobre sustentabilidade, consumismo e preservação ambiental. “Posteriormente, desenvolvemos com as crianças, os desenhos para o concurso. Elas estavam muito motivadas, colocando muito amor e emoção. A Elena é muito dedicada e carismática, sempre gostou de atividades artísticas, e foi lindo ver a emoção dela recebendo esse prêmio”, contou Danúbia.

A diretora da escola, Wanessa Machado, enalteceu a importância do projeto e disse que foi um privilégio que a instituição tenha participado. “Estamos muito felizes em participar esse ano desse grande programa que é o Semeando, estimulando a formação de futuros cidadãos com consciência da importância da conservação ambiental, sustentabilidade e com visão empreendedora. Estamos muito satisfeitas com o resultado obtido. Agradeço em nome de toda a equipe da escola, que o Sistema Faemg Senar continue fazendo esse trabalho maravilhoso”, concluiu Wanessa.

Davi, com a professora Julie, a mãe Heloiza e o pai Márcio

Simão Pereira

O dia da premiação vai ficar para sempre marcado na memória do Davi Miguel Salgueiro, de 11 anos, aluno do 5º ano da Escola Municipal Conceição Aparecida Rosso, na cidade de Simão Pereira. Todos os alunos, funcionários e professores da escola pararam para ver ele receber o prêmio. Até o prefeito da cidade compareceu ao evento.

Davi disse que se sentiu bem em ser o centro das atenções e atribui a sua capacidade imaginativa pela vitória no concurso. “Eu queria ajudar o torrãozinho a explicar o que era sustentabilidade e empreendedorismo. Pois a gente tem que cuidar do meio ambiente, economizar água, assim como precisamos plantar e colher para ter alimentos”, contou.

Davi desenvolveu uma redação que abordou de maneira lúdica a passagem do personagem Torrãozinho, pela sua cidade, deixando lições sobre sustentabilidade, conservação ambiental e uso consciente de recursos. A mãe, Heloíza Salgueiro, era só orgulho. Disse que o filho sempre teve boas notas, mas que essa foi sua primeira participação em uma competição. “É uma emoção até difícil de descrever. Ele gosta muito de ler e escrever, e esse prêmio vem em boa hora, até como incentivo para os outros alunos. É uma alegria imensa para mim, para os colegas, para a escola e para toda a cidade”.

A professora Julie Hespanhol foi quem acompanhou o Davi durante as atividades do Programa Semeando. Ela diz que havia expectativa pela oportunidade de trabalhar o tema da sustentabilidade, e que essa foi uma oportunidade de desenvolver o tema com as crianças. “Fizemos um paralelo entre o nosso conteúdo programático e com conteúdos do Semeando, e foi interessante que tudo isso foi se encaixando. Com o Davi foi surpreendente. A melhor coisa para um professor é conseguir atingir seus alunos de forma que eles entendam a importância de um tema como esse para o nosso planeta”.

O prefeito de Simão Pereira, David Carvalho (Chiclete), premiou Davi e Julie com uma medalha. A escola também presenteou os dois - Davi com uma cesta e a professora com flores. Para o prefeito, é motivo de orgulho para toda a cidade a vitória do aluno. “É a demonstração de que se investirmos na educação, as coisas podem mudar. O único caminho é a educação”, finalizou. 

O prefeito de Simão Pereira, com a professora Julie, Davi Miguel, Wander Magalhães, o vice-prefeito da cidade e a agente de desenvolvimento rural, Andreia Vinha