Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Meio Ambiente

Acesse informações técnicas sobre a gestão ambiental na atividade agropecuária em Minas Gerais.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe

Produtor investe na apicultura como nova fonte de renda

ATEG
ESCRITO POR RICARDO GUIMARÃES, DE MONTES CLAROS
24/08/2021 . SISTEMA FAEMG, SENAR, FAEMG

A apicultura em Bocaiuva, Norte de Minas, tem ganhado expressão no mercado interno e externo. Com trabalho e empenho dos produtores rurais, auxiliados por diversas entidades, como o Sistema FAEMG/SENAR/INAES, a produção tem sido fator de mudança de vida para muitas pessoas. Esse é o caso de Waldemar Junior dos Santos Oliveira. Há quatro anos, ele montou o apiário e vê cada vez mais próximo o sonho de viver da atividade. Hoje, ele é um dos atendidos do Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Sistema FAEMG/SENAR/INAES.

Apicultor aprendeu com o pai, Waldemar Domingos de Oliveira,
o gosto pela criação de abelhas

“A minha profissão atual é bem estressante. Atualmente sou funcionário em uma fábrica. Eu fico esperando os dias de folga para ir para o campo trabalhar com as abelhas. A apicultura, hoje, é o meu ‘plano A’ de trabalho”.

O trabalho no apiário começou despretensiosamente, como um hobby, lembrando os tempos que o produtor, ainda criança, saía com o pai para pegar a fruta panã e aproveitava para colher o mel produzido no tronco das árvores. Tudo mudou quando, junto a outros colegas da fábrica, Waldemar resolveu buscar o curso de trabalhador na apicultura. Na época, ele não conseguiu investir, mas, logo em seguida, começou a nova empreitada. 

“No primeiro ano, colhi mel em uma pequena propriedade rural, onde já criei alguns outros animais. Dessa primeira colheita, consegui comercializar tudo, o que me deu um ânimo maior. Acabei pegando mais gosto”.

ATeG Apicultura

Foram 50 quilos de mel na primeira produção. Hoje, com 70 caixas de abelhas, ele mais que dobrou a capacidade, chegando a produzir 100 kg somente em um dos apiários. O segredo foi acreditar no trabalho e adotar mudanças pontuais na condução da produção, possibilitadas por meio da assistência técnica. 

A região, que tem 360 produtores de mel filiados somente em uma das cooperativas (a Cooperativa dos Apicultores e Agricultores Familiares do Norte de Minas - Coopemapi), já recebeu duas turmas do Programa ATeG. 

“Eu não tinha conhecimento sobre a maneira de trabalhar, a forma prática de lidar com cada situação e a técnica para cada passo da produção. Foi por meio do ATeG que consegui trabalhar melhor. Hoje, ainda não estou produzindo o total de caixas que tenho e espero chegar a 100 caixas. Aprendi a produzir a minha própria cera, toda pura, o que também ajuda na qualidade do meu produto. Só tenho a agradecer ao SENAR”.

Pelas novas oportunidades e o bom momento da produção regional, o gerente do Sistema FAEMG/SENAR/INAES, Dirceu Martins, lembra que o ATeG seguirá presente para impulsionar cada vez mais a atividade.

“Estamos apoiando essa cadeia produtiva desde o início das articulações, junto com parceiros importantes, como Sebrae, Codevasf e Emater. Cada um na sua expertise tem contribuído para o sucesso dessa atividade. E o Sistema FAEMG/SENAR/INAES, além de treinamentos de apicultura e boas práticas de fabricação, tem atuado com grupos de ATeG e os apoiando por meio do projeto Agro.BR, da Confederação Nacional da Agricultura”. 

Entreposto de mel ajuda no beneficiamento da produção regional

Cooperativismo

Fundada em 2016, com sede em Bocaiuva, a Coopemapi está presente em 25 municípios com ações para agregar valor aos produtos finais dos apicultores. Os cooperados, em sua maioria, são da agricultura familiar e ajudam a movimentar e impulsionar a economia regional. A produção desses produtores, que era fracionada, agora gera lucro e resultado coletivo.

Com uma produção média de 400 toneladas por ano, os apicultores exploraram floradas especiais do Norte de Minas e produtos derivados do mel, como balas, barras com banana e coco, própolis, pólen e até sabonete. A região tem um entreposto para o beneficiamento e estudo do mel. Os produtos estão chamando a atenção de compradores nos Estados Unidos, Alemanha, Bélgica e Portugal.