Conheça o SENAR

O SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional de Minas Gerais) é responsável pela capacitação profissional e promoção social do produtor, do trabalhador rural e seus familiares.

Cursos

O SENAR MINAS oferece mais de 300 cursos nas áreas de Formação Profissional Rural e Promoção Social, gratuitos e voltados para capacitação e qualidade de vida do produtor e trabalhador rural e suas famílias.

Instrutor Mobilizador Licitações
Compartilhe

Capacitação pioneira agrada técnicos e equipe do Programa ATeG

ATEG AGROINDÚSTRIA
ESCRITO POR JOSIANE MOREIRA, DE SETE LAGOAS
21/09/2021 . SENAR

“Esperamos que os técnicos cheguem a campo mais preparados e com as ações técnicas e gerenciais direcionadas, para que os resultados sejam mais uniformes em todos os grupos assistidos, respeitando as particularidades de cada cadeia produtiva”, foi assim que a analista técnica e coordenadora do ATeG Agroindústria, Paula Lobato, definiu as expectativas para o primeiro curso de Formação Técnica e Metodológica do ATeG Agroindústria. 

A capacitação reuniu 45 participantes na UFV - Campus Florestal entre técnicos recém-chegados, técnicos já atuantes e supervisores do segmento de pecuária, que agora passam a atuar também na área da agroindústria. Foram seis dias de atividades teóricas e práticas.

O objetivo é atender a demanda de pequenos e médios produtores de alimentos, em especial a agroindústria do queijo minas artesanal, contribuir para a melhoria da qualidade e ofertar soluções tecnológicas e inovadoras de grande impacto, segundo a coordenadora.

“O treinamento também é uma forma de direcionar e padronizar as ações em relação à assistência técnica e gerencial que será desenvolvida, sempre com foco no crescimento produtivo, econômico e registro de sua atividade perante os órgãos de inspeção”, explicou.

Enriquecimento profissional e pessoal

Drielly Coelho Marcondes, zootecnista e mestre em Zootecnia, se prepara para atuar como técnica especialista e auxiliar no processo de registro e certificação das queijarias. Para ela, o balanço do treinamento é extremamente positivo, pela chance de reciclar os conhecimentos em boas práticas agropecuárias e de fabricação. “Foi como um norte sobre o que eu devo aprimorar. A troca de experiência e as vivências entre os profissionais que vão atuar foram o diferencial. Isso realmente não tem preço, nos âmbitos profissional e social”. 

Com experiência de mais de 28 anos como instrutora, Aline da Silva Machado de Castro, que também é técnica de campo, vê o ATeG como um programa muito rico, que auxilia o produtor na gestão de sua empresa rural e na tomada de decisões, sempre orientado pelo técnico. “Foi incrível. Tive oportunidade de compartilhar os resultados de um grupo coeso de produtores que eu acompanho e que evoluíram positivamente neste primeiro ano de visitas. O foco é sempre no crescimento de todos que se permitem esta excelente oportunidade”.

“Os temas foram extremamente pertinentes para quem está em campo, do relacionamento interpessoal à gestão e controle da propriedade, incluindo a abordagem sobre o apoio aos produtores no acesso à legislação”, completou a técnica de campo Giovanna Lopes.

Conteúdo rico

Entre as principais atividades da programação, os técnicos tiveram contato com informações sobre comunicação eficiente; o processo  de  fabricação característico do queijo minas artesanal,  boas práticas agropecuárias; ferramentas de gestão financeira  conforme pilares da Administração, confecção de  planos de ação para as agroindústrias, e as particularidades para o registro de queijarias  que produzem queijos artesanais em Minas Gerais, abordado pela visão do gerente de inspeção de produtos de origem animal do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), André Almeida Santos Duch.