Dias
0 0 0
Horas
0 0
Minutos
0 0
Segundos
0 0
Compartilhe


Parceria impacta cerca de 55 famílias em Machado

CASO DE SUCESSO
ESCRITO POR SEDE, BELO HORIZONTE
21/02/2024 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR

Agricultura familiar fortalecida pelo projeto frutas vermelhas de Machado

Simão, produtor de amoras em Machado

Para além do café, produtores rurais de Machado conseguem diversificar sua renda com produção e venda de frutas vermelhas. A iniciativa veio da parceria entre a Prefeitura de Machado, a Associação dos Produtores Familiares de Frutas Vermelhas e o Sindicato de Produtores Rurais de Machado, com apoio do Sistema Faemg Senar, Copama, Terra de Cultivo e Sicoob. Morangos, amoras, framboesas, mirtilos... se antigamente essas frutas eram encontradas apenas nas prateleiras mais caras do supermercado por virem de longe, hoje a produção delas está consolidada em Minas Gerais e muito mais perto dos consumidores.

O projeto possibilitou o início da cultura de frutas vermelhas na região, que hoje conta com cerca de 55 produtores. A prefeitura apoiou na entrega de mudas e no preparo do solo, e o Sistema Faemg Senar, por meio do Programa de Assistência Técnica e Gerencial - ATeG Fruticultura, ajudou na capacitação e acompanhamento técnico e gerencial.

A força do ATeG Fruticultura

“O técnico vem uma vez por mês e fica quatro horas aqui na propriedade fazendo todas as orientações, desde o manejo até a gestão. A gente tem a tranquilidade de oferecer um produto com qualidade devido ao acompanhamento. As nossas frutas não têm preço, elas têm valor porque vem da agricultura familiar”, compartilha Aliandro da Silva, produtor de frutas vermelhas em Machado.

“O grupo de ATeG de Machado teve muito resultado, tanto que, por meio de parcerias, conseguimos viabilizar a continuidade da assistência técnica para esses produtores mesmo após o encerramento do ciclo, em 2022. Isso nos possibilitou fortalecer esse laço de proximidade e apoiar o crescimento deles”, contou o analista de Assistência Técnica e Gerencial do Sistema Faemg e responsável pelo ATeG Fruticultura, João Thomáz Cruz Silva.

De acordo com dados coletados pelo programa a respeito da última safra acompanhada pelos técnicos do Programa ATeG em 2022, “os 23 produtores que participaram do grupo tiveram uma renda de praticamente R$ 3 milhões, com lucro de cerca de R$ 2 milhões, o que dá uma movimentação financeira bem grande para o município, entre gastos e receitas que a atividade gera, o que é bem impactante”, revelou.

Para o gerente regional do Sistema Faemg Senar em Passos, Rogger Coelho, o aumento significativo da produtividade das lavouras com a assistência técnica, a melhoria da gestão da atividade e conhecimento do custo de produção foram alguns dos inúmeros benefícios do ATeG frutas vermelhas. “Certamente, o programa de assistência técnica e gerencial está entre as ações que resultaram em sucesso dos produtores de Machado no cultivo dessas variedades”, reforçou.

Acompanhe detalhes desse caso de sucesso na íntegra: