Conheça o SENAR

O SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional de Minas Gerais) é responsável pela capacitação profissional e promoção social do produtor, do trabalhador rural e seus familiares.

Cursos

O SENAR MINAS oferece mais de 300 cursos nas áreas de Formação Profissional Rural e Promoção Social, gratuitos e voltados para capacitação e qualidade de vida do produtor e trabalhador rural e suas famílias.

Instrutor Mobilizador Licitações Transparência e Prestação de Contas Centro Exc. Cafeicultura
Compartilhe


Sistema participa de reunião com União Europeia

SUSTENTABILIDADE
ESCRITO POR ASCOM, DE BELO HORIZONTE
12/03/2024 . SISTEMA FAEMG, SENAR, FAEMG

Encontro foi realizado na Cidade Administrativa, para apresentação da plataforma SeloVerde MG

Com ferramenta, estado se posiciona de forma estratégica para atender às exigências do bloco europeu e fortalecer sua presença global

O Sistema Faemg Senar participou, nesta segunda-feira (11/3), de reunião com representantes da direção-geral de Parcerias Internacionais da Comissão Europeia e do Programa Al-Invest Verde da União Europeia (UE) na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. Eles estiveram em Minas Gerais para conhecer a produção sustentável das principais commodities agrícolas exportadas e a Plataforma SeloVerde MG, ferramenta desenvolvida no estado que comprova a sustentabilidade da produção das principais cadeias produtivas.

O Governo de Minas, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) apresentaram a Plataforma SeloVerde MG e os resultados que atestam a conformidade das propriedades rurais mineiras ao Código Florestal nas cadeias produtivas do café, florestas plantadas e soja. 
Essas commodities produzidas no estado estão contempladas no Regulamento da União Europeia para Produtos Livres de Desmatamento (EUDR, na sigla em inglês).

Mariano Ramos, a segunda da direita para a esquerda, representou o Sistema Faemg Senar 

A gerente de Sustentabilidade do Sistema Faemg Senar, Mariana Ramos, representou o setor agropecuário. Durante o encontro, ela afirmou que é necessário que a União Europeia reconheça o compromisso do agro mineiro com uma produção sustentável, que prioriza a preservação de áreas de vegetação nativa.

“Seguimos dialogando e cumprindo nossa missão de defender o nosso setor e mostrar para o mundo, por meio de ferramentas de transparência, que nosso modelo de produção é sustentável. E para aqueles que ainda não se adequaram, levar apoio, conhecimento e capacitação. Essa é uma parte do trabalho realizado aqui no Sistema Faemg Senar”, argumentou.

Novas regras

As novas regras para a importação do bloco foram apresentadas em 2019 e as empresas e países fornecedores têm prazo até dezembro de 2024 para se adequarem, antes do início da cobrança da documentação atestando que o produto não tem origem em áreas desmatadas.

Organizada pelo Governo de Minas, por meio das secretarias de Estado de Agricultura, Casa Civil e Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), a agenda de trabalho foi construída para demonstrar aos parceiros europeus como o estado está preparado para atender às exigências do novo regulamento da União Europeia. Representantes do setor produtivo e secretarias de Agricultura de outros estados também participaram da reunião.

O secretário de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Thales Fernandes, destacou a importância do “nada consta” para desmatamento, garantido pela plataforma. 
“Mostramos a sustentabilidade do agro de Minas e do país. A Plataforma SeloVerde MG está disponível no site do Instituto Estadual de Florestas (IEF), e o próprio produtor pode conferir as informações sobre a sua propriedade, por meio do Cadastro Ambiental Rural (CAR)”, apontou.

Produção sustentável

A plataforma SeloVerde MG é fruto dos esforços conjuntos da Secretaria de Agricultura, do IEF e da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e contou com o apoio do programa Al-Invest Verde da União Europeia.

“Nossa atuação é para o fortalecimento de políticas públicas na América Latina, que promovem produção sustentável, especialmente das cadeias produtivas comercializadas com a UE. O Brasil tem uma legislação muito avançada e avaliamos que uma plataforma como o SeloVerde pode prover toda a informação necessária para atender aos requisitos da UE”, afirmou o Gerente Sênior de Programas da Al-Invest Verde, Andrea Monaco.  

Resultados

A ferramenta comprovou que 99% das propriedades mineiras de café são categorizadas como áreas livres de desmatamento desde 2008, a data-base estipulada pelo Código Florestal. O secretário adjunto de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Leonardo Rodrigues, ressaltou que, para além de todas as funcionalidades, o SeloVerde MG tem como principal função o combate ao desmatamento.

"É uma plataforma que vem se expandindo, que demonstra a origem dos produtos e também nos permite um controle maior sobre o desmatamento, que é um problema que gera danos mundiais. As mudanças climáticas estão diretamente relacionadas a isso", destacou.

Visitas

A comitiva conheceu os projetos de sustentabilidade em algumas propriedades cafeeiras no Sul de Minas. No município de Carmo da Cachoeira, a Fazenda Lagoinha, com 200 hectares de café, tem o selo do Certifica Minas, programa de certificação do Governo do Estado.

Há cinco anos na cafeicultura, a produtora Tatiana Reis investe em várias tecnologias sustentáveis. “Temos 25% de corredores naturais para a locomoção de animais silvestres dentro da fazenda e energia limpa. A gente tem essa responsabilidade de cuidar de todo o sistema, não simplesmente cumprir leis”, afirmou.

O produtor Maurício Araújo Ribeiro apresentou as tecnologias usadas na produção sustentável da Fazenda São Gabriel, no município de Santana da Vargem, que também tem a certificação do Governo de Minas. Ele destacou a importância do Plataforma SeloVerde MG.  

“É mais uma ferramenta pra ajudar a comprovar para todo o mundo o trabalho diferenciado e de produção sustentável que a gente desenvolve há um bom tempo. É preciso aumentar as parcerias para que todos possam estar dentro da iniciativa”, ressaltou.

Segundo a representante da diretoria geral de Parcerias Internacionais da Comissão da União Europeia e gerente do Programa Al-Invest Verde, Ingrid Jenezova, a Plataforma SeloVerde MG tem resultados concretos. “Estamos contentes com o desenvolvimento da plataforma e a disposição para aprofundar a cooperação com a iniciativa”, enfatizou.