Conheça o SENAR

O SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional de Minas Gerais) é responsável pela capacitação profissional e promoção social do produtor, do trabalhador rural e seus familiares.

Cursos

O SENAR MINAS oferece mais de 300 cursos nas áreas de Formação Profissional Rural e Promoção Social, gratuitos e voltados para capacitação e qualidade de vida do produtor e trabalhador rural e suas famílias.

Instrutor Mobilizador Licitações Transparência e Prestação de Contas Centro Exc. Cafeicultura
Compartilhe


Piloto do 'Rastreabilidade do Morango' empolga produtores

CURSO NOVO
ESCRITO POR KAROLINE SABINO, DE VARGINHA
16/04/2024 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR

A busca constante pela excelência na produção de morangos é uma prioridade para os produtores que buscam melhorar a qualidade de seus produtos e fortalecer sua posição no competitivo mercado de frutas. Para ajudar na melhoria dos processos, o Sistema Faemg Senar em parceria com o Sindicato Rural de Pouso Alegre e a Cooperativa dos Morangueiros Pantanense (COOMPA), inova com o curso de Rastreabilidade do Morango, uma ferramenta essencial para garantir a segurança alimentar e a transparência na cadeia de produção dessa fruta tão apreciada.

O que é

A rastreabilidade de frutas e hortaliças é um sistema que permite acompanhar e registrar o percurso desses produtos desde sua origem, no campo, até o consumidor final. Esse processo envolve a identificação de cada lote de produção, monitoramento das etapas de cultivo, colheita, processamento, armazenamento e distribuição. O objetivo principal da rastreabilidade é garantir a segurança alimentar. Além disso, promove a transparência na cadeia produtiva, oferecendo aos consumidores informações sobre a origem e o manejo dos produtos que consomem.

O curso foi realizado entre os dias 11 e 13 de abril, para um grupo de 12 participantes, nas instalações da COOMPA. A instrutora Ana Terra Bravim dos Santos, destaca a importância e os objetivos do treinamento para produtores de frutas e hortaliças. “O curso tem o objetivo de ensinar todos os procedimentos para implantar a rastreabilidade vegetal. Os alunos aprenderam sobre a legislação, sobre como utilizar uma ferramenta feita pela Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), que realiza todos os passos da rastreabilidade vegetal até a criação de rótulos para as embalagens, além do auxílio no preenchimento do caderno de campo, ferramenta essencial não só para o processo de rastreabilidade, mas para um bom planejamento e gestão da propriedade, entre outros temas”, explicou.

Mais qualidade na vida e nas frutas

A história da produtora Elaine Cristina Pereira com o morangou começou há 4 anos. Com uma carreira consolidada e diversas experiências em posições de liderança em grandes multinacionais, ela começou a refletir sobre o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal. Foi neste contexto que, em 2020, juntamente aos seus primos, decidiu empreender no campo. A propriedade rural herdada dos avós, localizada em Pouso Alegre, tornou-se o cenário para a realização desse novo sonho.

Elaine Cristina Pereira, produtora

A família montou oito estufas de morangos, um projeto que visava produzir frutas de qualidade e valorizar a inovação. Para ela, a participação no curso surgiu como uma oportunidade para agregar valor ao produto e ajudar a identificar pontos de melhoria. “A implantação deste processo será de grande valia, pois vai contribuir para a gestão da propriedade e para que possamos tornar o processo mais claro. Agradeço ao Sistema Faemg Senar, juntamente do Sindicato dos Produtores Rurais de Pouso Alegre, por proporcionar este treinamento”, afirmou Elaine.

Apoio que vale a pena

Para o presidente da COOMPA, Braz Roberto Pereira, a parceria com o Sistema Faemg Senar dá aos produtores suporte em forma de técnicas atualizadas, permitindo-lhes aprimorar as práticas de cultivo e garantir a segurança e qualidade de seus produtos. “Hoje, produzir requer conhecimento e temos que buscar informações sempre. Esse curso vem para somar. Para nós, essa parceria é muito importante e, juntos, continuamos agregando valor aos produtores e, assim, incentivando a produção do nosso município a se desenvolver cada vez mais”, disse.

A agente de desenvolvimento rural do Sindicato Rural de Pouso Alegre, Angelita Cruz, ressalta o compromisso do Sindicato em apoiar e realizar o piloto, reforçando a relevância do tema que, apesar de gerar apreensão em alguns, traz esperança para muitos, especialmente para os pequenos produtores que dedicam atenção especial à qualidade de seus produtos.

“É com grande prazer que estamos trazendo este curso piloto para o município e região, pois é uma demanda que vem sendo discutida entre os produtores, compradores e pessoas que atendem esses agricultores. O Sindicato abraçou essa proposta. É uma etapa importante para continuarmos avançando e gerando valor agregado ao nosso produto”, contou.