Conheça o SENAR

O SENAR MINAS (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural – Administração Regional de Minas Gerais) é responsável pela capacitação profissional e promoção social do produtor, do trabalhador rural e seus familiares.

Cursos

O SENAR MINAS oferece mais de 300 cursos nas áreas de Formação Profissional Rural e Promoção Social, gratuitos e voltados para capacitação e qualidade de vida do produtor e trabalhador rural e suas famílias.

Instrutor Mobilizador Licitações Transparência Arrecadação Centro Exc. Cafeicultura
Compartilhe


Mutirão - Banco do Brasil

RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS
ESCRITO POR ASCOM
31/01/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, FAEMG


O Sistema FAEMG/SENAR/INAES/Sindicatos esteve à frente das reinvindicações do mutirão para negociações de dívidas do Banco do Brasil. Em reunião, em Belo Horizonte, o presidente do Sistema FAEMG, Antônio de Salvo, e o vice-presidente de Finanças, Renato Laguardia, apresentaram as dificuldades enfrentadas pelos produtores nas agências. Afinal, não são poucos os obstáculos para renegociações relacionadas a qualquer tipo de crédito comercial ofertado pelo banco. Demora no atendimento e desinformação foram alguns dos pontos destacados por produtores rurais que tentaram o acesso à renegociação até 30/12/21, que era o prazo previsto.

Segundo o gerente de Agronegócios do Banco do Brasil para o estado de Minas Gerais, Bruno Machado Gonçalves, cada negociação é feita caso a caso. E a orientação era de atender prontamente os interessados. Em Minas Gerais, os recursos negociados somaram cerca de R$ 280 milhões, de 76.141 clientes do BB. Deste total, o referente aos produtores rurais foi da ordem de R$ 79 milhões, de 5.533 clientes. Destes, 1.931 conseguiram quitar seus débitos e já estão aptos a operar com o banco e com outras instituições financeiras.

Sobre as operações que estão ajuizadas foi esclarecido que estas não fizeram parte do mutirão e que, dada a sua peculiaridade, são tratadas caso a caso pela  Gerência de Recuperação de Ativos do BB.

“A reunião foi produtiva e o gerente de Agronegócios do Banco do Brasil, Bruno Gonçalves, se mostrou aberto às demandas do setor rural e do Sistema FAEMG. Entendemos que estabelecer este canal é de grande importância, para que os obstáculos sejam reduzidos.”
Renato Laguardia, vice-presidente de Finanças do Sistema FAEMG


 

}