Conheça o INAES

O INAES (Instituto Antonio Ernesto de Salvo) é uma associação civil sem fins lucrativos, dedicada ao desenvolvimento, pesquisa e inovação de sistemas produtivos. Atua em parceria com instituições públicas e privadas para fomentar a evolução das cadeias do agronegócio.

Projetos Estudos e Publicações
Editais

Pesquise todos os editais emitidos pelo SISTEMA FAEMG (FAEMG, SENAR, INAES e Sindicatos).

Compartilhe


Mulheres do Queijo e histórias de sucesso

FESTIVAL DO QUEIJO ARTESANAL DE MINAS
ESCRITO POR CRISTIANE MENDONÇA, ASCOM
13/06/2024 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, INAES, FAEMG

O Festival do Queijo Artesanal de Minas, no Expominas, foi palco de um encontro especial nesta quinta-feira (13): o Encontro das Mulheres do Queijo. O evento, promovido pela primeira vez, reuniu 10 lideranças femininas para falar sobre empreendedorismo e negócios para uma plateia de quase 100 pessoas.

A gerente da Mulher, do Jovem e de Inovação, Silvana Novais, conta que o Sistema Faemg Senar tem feito um movimento para que mulheres de diferentes cadeias do agro se conectem. “Essa é uma oportunidade para que as mulheres da cadeia leiteira e as do setor queijeiro gerem conhecimento juntas e fortaleçam suas produções”, disse.

União que, segundo o presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo, é fundamental. Ao dar as boas-vindas, ele reforçou a importância das lideranças femininas para o agro. “Só crescemos se as mulheres estiverem ao nosso lado. Vocês têm uma visão diferente de nós homens e isso colabora para que possamos continuar avançando. Por isso, procurem seus sindicatos de produtores rurais, fortaleçam nosso setor. Se trabalharmos juntos, teremos vidas melhores e produziremos renda e riqueza”, afirmou.

Presidente Antônio de Salvo: ““Só crescemos se as mulheres estiverem ao nosso lado.”

Participação que, segundo o assessor da Diretoria do Sistema, Antônio Álvares (Toninho de Pompéu) tem muito a nos ensinar. “Acredito que teremos cada vez mais mulheres à frente das presidências dos sindicatos e isso trará muitos benefícios para o nosso setor!”.

Toninho de Pompéu: “A mulher tem muito a nos ensinar!”


Empreendedorismo feminino

Patrícia e Gabriela: fundadoras da marca Qualibée com produção de queijos de cabra e ovelhas

O primeiro painel abordou o tema empreendedorismo e trouxe exemplos de mulheres que estão à frente de negócios em diferentes setores. A consultora e mentora de negócios, Tatiana Miranda; a zootecnista e idealizadora da plataforma educativa “Comunidade do Queijo", Fernanda Carvalho Gomes; a proprietária da Delicateria Empório Gourmet, Elidiane Reis, e as fundadoras da Qualibeé, empresa dedicada ao desenvolvimento da produção de leite de pequenos ruminantes como cabras e ovelhas, contaram como fundaram seus negócios, quais desafios enfrentaram e os resultados positivos de suas iniciativas.

Mulheres que produzem queijos
O segundo painel apresentou a história de quatro produtoras de queijo que acumulam certificações e até premiações internacionais. Maria Lúcia Oliveira, proprietária do Queijo do Ivair; Thais Puello, fundadora da TroçoBom Roceria; Juciane Ribeiro da Dona Queijos Artesanais e Joelma Tarôco do Queijo Tarôco compartilharam suas experiências e contaram como o queijo se tornou um negócio rentável na vida delas.

Maria Lúcia, do Queijo do Ivair, conta que abandonou a máquina de costura para produzir queijos. Enquanto ela produz o queijo e gerencia o negócio, o marido Ivair Oliveira cuida das vacas e da produção leiteira. Ela brinca quando as pessoas questionam o nome da marca. “Muita gente me pergunta por que é Queijo do Ivair, se é a Lúcia quem faz? Então eu conto que eu faço o queijo, cuido do dinheiro e o Ivair é meu!”. O resultado dessa parceria já trouxe premiações internacionais como a medalha Super Ouro no Concurso Mundial da França (Mondial du Fromage) em 2019 e 2021.

Maria Lúcia da marca Queijo do Ivair, premiada internacionalmente 

Outra história que chama atenção é de Thais Puello, que trilhou o caminho da televisão sendo uma das personagens da novela “Malhação”, da Rede Globo, e hoje está à frente da TroçoBom Roceria. “Os primeiros queijos que produzi foi sem conhecimento e para conseguir uma grana para passar o carnaval. As vendas me surpreenderam e, desde então, fui descobrindo oportunidades, me especializando, e contando com a assistência técnica do Sistema Faemg Senar”, contou, dizendo que hoje gerencia com a família uma marca que vende queijos, doces, charcutaria, entre outros produtos artesanais.

Thais Puello: das cenas de Malhação para a gestão da marca TroçoBom Roceria

 

 

}