Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


Modos de Fazer o Queijo Minas Artesanal

RECONHECIMENTO
ESCRITO POR FERNANDA TEIXEIRA, ASCOM
29/11/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, FAEMG

Com uma tradição que ultrapassa gerações e representa um importante traço da identidade mineira, os Modos de Fazer o Queijo Minas Artesanal podem ganhar reconhecimento internacional. 

Representando os produtores rurais que trabalham como verdadeiros guardiões desse costume secular, o Sistema Faemg Senar marca presença na 17ª Sessão do Comitê Intergovernamental para Salvaguarda do Patrimônio Cultural Imaterial da Unesco, que está sendo realizada em Rabat, no Marrocos.

A comitiva é composta por representantes dos governos de Minas e Federal, bem como de instituições parceiras. O objetivo é sensibilizar e apresentar às delegações presentes no evento os modos de fazer o queijo, divulgar o bem cultural junto ao público participante e à imprensa internacional, promovendo o reconhecimento da diversidade, dos saberes e das práticas culinárias nacionais.

“O Queijo Minas Artesanal carrega em seu processo de fabricação uma técnica histórica, que remonta ao tempo dos colonizadores. É feito em pequenas propriedades rurais, utilizando receitas familiares, passadas com carinho de geração em geração. O sabor varia de acordo com a região onde é produzido, sendo influenciado pela altitude, características do solo, clima, tipo de vegetação entre outros. O nosso objetivo nessa missão é mostrar aos representantes da Unesco a importância cultural, social e econômica do QMA para os brasileiros e mineiros”, explica o presidente da Comissão Técnica do Queijo Minas Artesanal do Sistema Faemg Senar, Frank Mourão Barroso.

Parceria

A ação consolida a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia federal vinculada à Secretaria Especial da Cultura e ao Ministério do Turismo, com o Governo de Minas Gerias, representado por suas Secretarias de Cultura e Turismo, e de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, além de instituições parceiras como a Associação Mineira de Produtores de Queijo Artesanal (Amiqueijo).

O primeiro passo foi dado em setembro de 2022, durante a quarta edição do Festival do Queijo Artesanal de Minas, organizado pelo Sistema Faemg Senar e Sebrae Minas, quando a Amiqueijo assinou e entregou ao ministro do Turismo, Carlos Brito, a solicitação para inscrição na Lista Representativa chancelada pela Unesco.  

Após a participação no evento em Marrocos, a perspectiva é dar sequência aos trâmites necessários para a formalização da candidatura até 30 de março de 2023. Uma das etapas é o encaminhamento de um dossiê ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), que o entregará em seguida à Unesco. A avaliação final da candidatura será feita até 2024.

Compromissos da comitiva

A programação vai até sábado (3/12), com palestras, visitas técnicas e reuniões entre autoridades internacionais e o grupo envolvido na candidatura. Até o momento, a comitiva mineira realizou uma visita na Embaixada do Brasil em Marrocos, participou da cerimônia de abertura, apresentou aos visitantes os queijos e outras delícias feitas com o produto estrela do evento.  



 

 

}