Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


Minas Grita pelo Leite: conheça este movimento!

PECUÁRIA DE LEITE
ESCRITO POR ASCOM, DE BELO HORIZONTE
11/03/2024 . FAEMG

 

A Federação da Agricultura e Pecuária de Minas Gerais (Faemg) está liderando um movimento nacional - o ‘Minas Grita pelo Leite’ - para pressionar o Governo Federal e socorrer os produtores de leite mineiros e de outros estados. As importações desenfreadas de leite em pó de países do Mercosul, em especial da Argentina e do Uruguai, estão resultando em prejuízos severos e ameaçando a permanência dos produtores de leite na atividade, tendo em vista os altos custos produtivos.

Em 2023, a importação de leite em pó foi equivalente a 2,2 bilhões de litros, registrando um crescimento de 68,8%, em comparação com 2022.

O Minas Grita pelo Leite alerta, ainda, para o risco de desabastecimento do mercado interno e consequente aumento do preço do leite ao consumidor final. Neste sentido, lideranças políticas, cooperativas e produtores rurais irão se reunir na próxima segunda-feira, 18 de março, em Belo Horizonte, no Expominas, para uma grande manifestação. O movimento pede a suspensão das importações subsidiadas da Argentina, a adoção de medidas compensatórias e imediatas para socorrer os produtores.

Importância econômica

A pecuária leiteira está presente em 99% dos municípios mineiros, gerando emprego e renda para milhares de famílias. No país, são produzidos formalmente 24 bilhões de litros de leite por ano, e Minas Gerais é responsável por 27% dessa fatia. No estado, são 216 mil fazendas, entre pequenas e médias em sua maioria, e mais de mil indústrias de laticínios.

O que já foi feito?

Desde 2022, a Faemg e Sindicatos de Produtores Rurais (SPRs) têm atuado, junto à Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), associações, cooperativas e deputados, para solucionar o problema das importações de leite em pó de países do Mercosul. Foram realizados dois encontros nacionais de produtores de leite no Congresso Nacional, com a participação da Faemg.

A Federação, por meio da CNA, participou de 8 reuniões com a equipe do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa), com o ministro Carlos Fávaro e com o Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC). Encontros também foram realizados com os presidentes do Senado Federal e da Câmara das Deputados. O assunto também foi levado à discussão nas Comissões Técnicas de Pecuária de Leite da Faemg e da CNA.

Reivindicações do setor leiteiro

  • Suspensão com as importações subsidiadas da Argentina ou adoção medidas compensatórias ou salvaguardas imediatas.
  • Plano Nacional de Renegociação de Dívidas de todos os produtores de leite.
  • Inserção permanente do leite nos Programas Sociais do Governo Federal.
  • Ampliação da fiscalização no âmbito do Decreto 11.732/2023.
     
}