Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


Minas Gerais deve repetir safra recorde de 80 milhões de toneladas de cana-de-açúcar

CANA-DE-AÇÚCAR
ESCRITO POR JULIANA FIDELIS, DE UBERABA
26/04/2024 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, FAEMG

Minas Gerais tem a expectativa de repetir a safra recorde de 2023/2024, com a moagem de 80 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. A previsão foi anunciada durante a Abertura da Safra Mineira de Açúcar e Etanol 2024/2025, realizada na tarde desta sexta-feira (26/04), na Fazenda Santa Vitória, em Uberaba, na região do Triângulo Mineiro. O governador de Minas Gerais, Romeu Zema e os ministros da Agricultura e Pecuária, Carlos Fávaro, e de Minas e Energia, Alexandre Silveira, participaram do evento, promovido pela Companhia Mineira de Açúcar e Álcool – CMAA e pela Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais – SIAMIG Bioenergia. O presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo, também marcou presença.

O presidente da SIAMIG Bioenergia, Mário Campos Filho, destacou que neste ano houve um aumento de área plantada de cana-de-açúcar em 8% no estado. “Vamos repetir a produção para cana-de-açúcar; produzir quase 6 milhões de toneladas de açúcar, lembrando que Minas Gerais é o segundo maior produtor e segundo maior exportador deste produto no Brasil; e ainda vamos produzir em torno de 3 bilhões de litros de etanol”, completou.

O governador Romeu Zema ressaltou que o agro tem sido o carro chefe que está puxando o estado adiante. “Todo ano, o agro tem crescido mais do que a economia mineira e passa a representar cada vez mais. O que é muito bom, pois sempre fomos um estado muito dependente da atividade de mineração”, disse em seu discurso.

O presidente do Conselho da CMAA, José Francisco dos Santos, falou sobre a história de sucesso do grupo e destacou que, juntando as três unidades, todas localizadas no Triângulo Mineiro, serão plantados 150 mil hectares em 2024.

Movido pelo Agro

Durante a solenidade, a campanha “Movido pelo Agro” foi destacada pelo trabalho de conscientização sobre as vantagens ambientais do uso do etanol, além de valorizar o setor sucroenergético, os produtores rurais, fortalecendo toda a cadeia produtiva.

“O projeto começou com a nossa proposta de que toda a frota do Sistema rodasse apenas com etanol. Além do setor sucroenergético contribuir com o Sistema S, este é um combustível limpo e renovável. Foi tão bom o que nós fizemos, que o governo de Minas Gerais e agora também o do Mato Grosso do Sul, e outros estados, também fizeram a mesma proposta de uso do etanol em suas frotas”, disse o presidente do Sistema Faemg Senar, Antônio de Salvo.

No 1º ano do projeto, lançado em março de 2023, cerca de 140 toneladas de CO2 deixaram de ser lançadas na atmosfera com o uso do etanol para abastecimento da frota do Sistema Faemg Senar.

Setor sucroenergético

O setor sucroenergético é uma das mais importantes cadeias produtivas do agronegócio mineiro, com 36 usinas em produção e 108 municípios produtores de cana-de-açúcar. Minas Gerais é o terceiro maior produtor de cana-de-açúcar do Brasil, responsável por 12,17% da produção nacional, 2º maior na produção de açúcar (13,2%) e 4º em etanol (11,4%). O setor representa 12,5% das exportações do agro.

O evento de abertura da Safra Mineira de Açúcar e Etanol também contou com as presenças da senadora Tereza Cristina, do presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária, Pedro Lupion, do presidente da Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Tadeu Martins Leite, do secretário estadual de Agricultura, Thales Fernandes, da prefeita de Uberaba, Elisa Araújo, do CEO da CMAA, Carlos Eduardo Turchetto Santos, além de vários deputados federais e estaduais, prefeitos da região e outras autoridades e lideranças do setor.

}