Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


Boas Práticas Agropecuárias no Vale do Rio Doce e Zona da Mata

CAPACITAÇÃO
ESCRITO POR DIEGO SOUZA, DE GOVERNADOR VALADARES
10/03/2023 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, FAEMG

Programa tem ajudado a aumentar a qualidade dos produtos e lucratividade de produtores rurais

 

O programa Boas Práticas Agropecuárias na Produção de Leite (BPA) é reconhecidamente um sucesso entre os produtores rurais de Minas Gerais. Entre esses produtores está a bancária aposentada, Solange Alves dos Santos, que apostou em uma produção especial no Rancho Conquista, zona rural do município de Jampruca, no Vale do Rio Doce: o comércio de queijos finos. Por meio do Programa de Boas Práticas Agropecuárias na Produção de Leite (BPA), ela e o marido Murilo Ângelo de Souza viram a oportunidade de aprimorar e alavancar a produção. “Começamos o BPA em julho do ano passado e estamos extremamente satisfeitos com a nossa evolução. Foi um programa que nos ajudou a aumentar a qualidade dos nossos produtos. Há alguns anos, tínhamos muita satisfação em trabalhar no campo, mas sempre visando um pouco mais de lucro. Com o BPA, a visão mudou. Sentimos a necessidade de melhorar a qualidade e com isso aumentar a lucratividade”, diz.

Solange e Murilo garantem que hoje têm outra realidade graças ao Sistema Faemg Senar com o BPA, com o Programa Gestão com Qualidade em Campo (CGQ) e o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) entre outros programas e cursos voltados para o crescimento, capacitação e qualificação dos produtores rurais. “Os produtores rurais precisam valorizar a capacitação e parar de achar que já sabem tudo. Através do sistema Faemg Senar tivemos uma grande evolução na qualidade do rebanho e com a ajuda do BPA melhoramos mais ainda a qualidade do leite”, afirma Murilo Ângelo de Souza.  

Solange e o marido Murilo aumentaram a lucratividade com a produção de queijos finos depois do BPA. 

 

O BPA

O Boas Práticas Agropecuárias na Produção de Leite (BPA) tem o objetivo de orientar os produtores de leite na implantação das normas e procedimentos de Boas Práticas Agropecuárias, atendendo às instruções normativas (IN) 76 e 77 para a melhoria da qualidade e segurança na produção de leite. Está previsto para o mês de abril, em Juiz de Fora, na Zona da Mata, o encerramento do 2º programa piloto.  

Em Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, o encerramento do primeiro programa piloto ocorreu no final do mês de fevereiro. Na ocasião, cinco propriedades rurais do município e de Jampruca e Divino das Laranjeiras receberam as visitas de verificação final.  O instrutor responsável pela condução da turma foi o médico veterinário Dênio de Figueiredo. “O Programa de Boas Práticas Agropecuárias na Produção de Leite consiste na realização de consultorias presenciais e virtuais aos produtores de leite, divididas em seis módulos (três presenciais e três virtuais), com a aplicação de um checklist referente à adoção das BPA quanto ao cumprimento das IN76 e 77”, explica Dênio.

A partir do resultado dos requisitos pré-estabelecidos na Lista de Verificação, são dadas as orientações para implantação de planos de ação para ajuste das não conformidades, preferencialmente, durante os meses de vigência do programa. “O instrutor identifica as necessidades de treinamento dos produtores assistidos e a capacitação profissional será complementar no processo de atendimento às demandas do produtor rural”, explica o gerente regional em Governador Valadares, Luiz Ronílson Paiva.

Para a zootecnista e analista de Formação Profissional Rural (FPR) do Sistema Faemg Senar, Tatiana de Neiva Araújo, tão importante quanto implementar as boas práticas para a produção de leite nas propriedades, é criar uma mudança cultural. “Quando uma fazenda participa desse programa e se compromete, ela não apenas implanta as boas práticas exigidas pelas INs, mas ela gera uma mudança na consciência do produtor e funcionários sobre como o capricho e cuidados nos detalhes é importante para a produção de um produto de qualidade e seguro para o consumo. Além disso, proporciona um ambiente de trabalho organizado, gerando um bem-estar para todos que trabalham na atividade”, ressalta.

 

}