Conheça a FAEMG

A FAEMG (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais) defende os interesses dos produtores rurais do estado.

Crédito Rural

Veja informações sobre os financiamentos destinados aos produtores rurais, cooperativas ou associações para fomentar a produção e comercialização de produtos agropecuários.

Informações Jurídicas

Acesse os documentos disponibilizados pela Assessoria Jurídica para auxiliar os produtores rurais.

Contribuição Sindical
Leiloeiros Rurais

Veja todas as informações sobre os leiloeiros rurais do estado de Minas Gerais.

Compartilhe


ATeG na sucessão familiar em Três Pontas

SUCESSÃO NO CAMPO
ESCRITO POR GISELE NISHIYAMA, DE VARGINHA
30/12/2022 . SISTEMA FAEMG, SINDICATOS, SENAR, FAEMG

O pai de Daniel Rodrigues Rezende, o Sr. José Affonso de Rezende Júnior, sempre cultivou café. Desde que Daniel estudava Administração, ele já lia e se interessava sobre o uso de terraços em áreas de inclinação acentuada. Daniel dava a ideia para seu pai, porém, ele ainda era muito resistente.

Três anos depois que Daniel começou a trabalhar com seu pai, produtor de café de montanha na Fazenda São José, em Três Pontas, começaram a receber a Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) Café + Forte, realizada pela técnica Gabrielle Oliveira Lima, o que contribuiu com a implantação da mecanização na lavoura. Ele explica que, “com o terraço, passamos a fazer os tratos culturais com maquinário. Antes, eram feitos com a bomba costal. A pulverização, por exemplo, aumentou a uniformidade e a eficácia, o que diminuiu o uso de fungicida, devido o melhor controle da ferrugem”.

Daniel Rodrigues Rezende com o pai, José Affonso de Rezende Júnior

Foi a partir daí que tudo mudou. De acordo com Daniel, “com a assistência da técnica Gabi, uma pessoa fantástica e atualizada, resolvemos instalar terraços para auxiliar nos tratos e na colheita do café. No início, havia muito medo por conta do custo, mesmo já tendo a lâmina para o trator traçado, mas após a reunião de sensibilização de ATeG meu pai sentiu mais firmeza, ficou mais maleável para aceitar as mudanças”.

Com o trabalho realizado como um todo, logo os resultados vieram. Daniel disse que a fazenda é pequena, mas viu a produtividade crescer. Na safra zero, ele tem colhido “de 77 a 80 sacas por hectare. A fazenda é lucrativa. Além disto, o Sistema Faemg Senar, com seu caráter profissional, trabalha a sucessão familiar, o que contribui para nos preparar – tanto eu como as minhas irmãs”.

Ele ainda conta que o Programa Assistência Técnica e Gerencial do Sistema Faemg Senar auxiliou na manutenção da lavoura. “Fizemos o espaçamento propício, a pulverização, eles ainda nos orientaram sobre a colheita. Assim, pude focar mais na parte gerencial, tendo maior gestão de custos. O modelo que eles nos ensinam é completo e o relatório ajuda muito. Dessa forma, só tenho a agradecer pelos resultados e esperamos melhorar a cada dia”.

}