Feira Segura em Carmo do Rio Claro: produtores se preparam e comentam expectativas

Os produtores da Agricultura Familiar de Carmo do Rio Claro trabalharam intensamente para o retorno das atividades na rua neste domingo, dia 19, na Praça Dona Maria Goulart. A volta aos trabalhos em praça pública é resultado do projeto Feira Segura, que o Sistema FAEMG/SENAR/INAES levou para o município, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais, Prefeitura e Emater. As atividades serão retomadas depois de quatro meses de suspensão em decorrência da pandemia.

Vinte e nove produtores participarão do evento e oferecerão legumes, verduras, queijos, doces, embutidos, frangos, ovos, mel, café, entre outros produtos da agricultura familiar. O horário de funcionamento da Feira será de 7h às 12h, na Praça Dona Maria Goulart com total segurança para produtores e consumidores.

As instrutoras Nycole Israel e Arlyna Franklim, que ministraram oficinas para os produtores para o retorno das atividades dentro de todas as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS), ao longo da semana foram solucionando as últimas dúvidas dos produtores via redes sociais e com instruções por vídeo. A expectativa dos participantes é grande.

Para Joaquim Soares Neto, produtor de hortifruti, no bairro Itapiché, que nos últimos quatro meses teve que se reinventar com as vendas por delivery, a expectativa dos clientes é alta. “Temos os dois lados. Os idosos, que não podem ir à feira, e que continuaremos atendendo por delivery, e aqueles que podem e gostam de ir a Feira. Estou orientando meus clientes para enviarem um representante da família para as compras”. Joaquim é ex-presidente da Associação de Bairro do Itapiché, a mesma que criou a Feira e conquistou as primeiras barracas para o município. “Nós fomos muito bem instruídos nos seminários do SENAR. O retorno tem tudo para ser muito bom para todos”.

Pelas redes sociais dos produtores e na página da Feira no Facebook, as fotos dos produtos encantam. Toda a produção está com muito capricho para atender os consumidores na manhã do domingo, dia 19.

A produtora Thaiane Cristina Gonçalves de Carvalho, que comercializa pescados (filé de tilápia, mandi, traíra desossada, lambari), defumados, ovos, frango caipira, afirma que a sua expectativa é das melhores e que todos se capacitaram para atender melhor os clientes com foco na proteção de todos. “Eu acredito que os nossos clientes vão gostar muito da apresentação do produto, tudo embalado. Acredito também que teremos muitas pessoas na Feira”.

Segurança nas compras

A Feira Segura segue todas as orientações para a prevenção de contaminações, segundo as normas da Organização Mundial de Saúde (OMS). Para proporcionar toda segurança, o Sistema Faemg/Senar Minas realizou no município capacitações sobre Prevenção em Tempos de Covid-19 e Higiene de Alimentos. Os feirantes foram orientados quanto a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) e cada um recebeu um kit com máscaras, luvas, toucas e avental. As barracas manterão distanciamento entre si e a estrutura da Feira ainda prevê condições para a higiene das mãos, álcool gel e alimentos embalados. Não haverá cortes ou consumo dos produtos no local, bem como não será permitida a venda de bebidas.