Crédito rural: oportunidades para o produtor

 

Informações e conquistas relacionadas ao Plano Safra 2020/2021 de R$ 236,30 bilhões, linhas que melhor atendem as atividades produtivas, seguro rural além de dicas sobre negociações de dívidas de produtores rurais estiveram entre os temas tratados na Live com a coordenadora da Assessoria Técnica do Sistema FAEMG, Aline Veloso, no YouTube. A transmissão ao vivo com temas relevantes para homens e mulheres do campo é uma iniciativa do Sistema FAEMG para comemorar a Semana do Produtor Rural Mineiro.

O foco do plano Safra foi a retomada do investimento e a garantia do abastecimento contínuo, forte preocupação que foi lançada com relação ao coronavírus. Havia um grande receio de que houvesse um desabastecimento. E aconteceu um aumento de recursos de R$ 13,5 bilhões para o PAP (Plano Agrícola Pecuário) 2020/2021.”

O foco foi bastante importante na agricultura familiar e médios produtores (Pronaf e Pronamp).”

Observamos diminuições significativas da taxa de juros (Selic) e da inflação. Por que o crédito rural não caiu na mesma proporção? Houve uma leve manutenção/redução das taxas de juros do crédito rural. Entendemos que essa redução poderia ser maior. Estão acima da Taxa Selic, que é de 2,5%. A menor taxa de juros do Plano Agrícola Pecuário é da linha de crédito do Pronaf, que está em 2,75%.”

Entendemos que seria possível e necessária uma negociação para uma queda ainda maior.”

Além das questões do Plano Safra, outros temas discutidos na Live foram:

  • A necessidade de reinvenção do crédito rural, com possibilidade de captação de fontes de recursos no exterior.

  • A Lei do Agro, com CPR digital, patrimônio de afetação, Fundo Garantidor Solidário, que trarão mais garantias para o produtor trabalhar no mercado de crédito rural.

  • A maior concorrência (salutar) no mercado de crédito rural.

  • As dificuldades das cadeias produtivas diante da pandemia do coronavírus.

  • Seguro rural.

  • Programas ABC, Inovagro, Moderinfra e PCA.

  • Funcafé: antecipação de recursos e redução da taxa de juros.

  • Negociação para pleitear a prorrogação dos contratos para 15 de agosto com todo o cuidado e registros.

  • Orientações para lidar com a venda casada.

  • Formas de recorrer ao crédito rural apesar do produtor estar com o nome no Serasa.

  • Linha de crédito ideal para desenvolvimento da pecuária de corte.

  • Outras dificuldades para elaboração de projetos e acesso aos créditos.

 

A live completa pode ser acessada abaixo: