Minas tem menor retração no Sudeste diante de pandemia, segundo o jornal O Estado de São Paulo

A crise econômica gerada pela pandemia do novo coronavírus atingiu de maneira desigual os estados brasileiros, conforme reportagem d’O Estado de São Paulo. Regiões agrícolas têm sentido menos os efeitos da Covid-19 na economia. Dados do Banco Central mostram que, no Sudeste, Minas Gerais foi o estado com menor retração, de 6,41%, nos meses de março e abril. No país, a queda média chegou a 15,29%.

São Paulo, com 11,92%, e Rio de Janeiro, 11,08%, tiveram as maiores perdas na região, seguidos pelo Espírito Santo, 9,82%. Assim, a média de retração no Sudeste foi de 10,51% em março e abril.

O Centro-Oeste apresentou o melhor desempenho no país, com retração de 6,16% no período. A região é a maior produtora brasileira de itens como soja e carne, produtos cujas vendas tiveram alta durante a pandemia, puxadas, principalmente, pela demanda chinesa.

Pelos dados do banco, o estado mais pressionado na pandemia foi o Amazonas, com queda de 21,44%. O Ceará também ficou entre os mais afetados na área econômica, com retração de 15,89%.

Os números do Banco Central dizem respeito ao Índice de Atividade do Banco Central (IBC-Br), publicado mensalmente pela instituição. O indicador, conhecido como uma espécie de “prévia do PIB”, serve mais precisamente para avaliar o ritmo da economia ao longo dos meses.

Comentário FAEMG

“Ainda que Minas Gerais também tenha apresentado retração no indicador no período, a diversidade produtiva nos favoreceu no comparativo com outros estados. Especialmente na agropecuária, em março e abril, verificamos a finalização da colheita da safra de grãos e a intensificação de atividades e preparação para o início da colheita de café, cana e de tangerina nas regiões produtoras. O Sistema FAEMG prestou a sua contribuição recomendando,fortemente, aos produtores medidas de prevenção e agindo com articulação para a manutenção das atividades no campo e nas agroindústrias.” – Aline Veloso, coordenadora da Assessoria Técnica da FAEMG.