Opções logísticas do Porto do Açu

A representante do Porto do Açu, Maartje Driessens, apresentou estrutura e projetos de expansão do complexo aos gestores da FAEMG.

A diretoria da FAEMG recebeu hoje (10/7) visita do cônsul honorário da Bélgica em Belo Horizonte, Henrique Rabelo, e da gerente de Parcerias Estratégicas da Prumo Logística, empresa que desenvolve e opera o Porto do Açu, Maartje Driessens.

A representante belga apresentou a estrutura atual e os planos de expansão para o complexo portuário. Localizado em São João da Barra, norte do estado do Rio de Janeiro, o único porto 100% privado do país ganhou recentemente ainda mais fôlego, ao fechar parceria com o segundo maior porto da Europa, o da Antuérpia: “Viemos apresentar o Porto do Açu como a melhor solução logística para Minas Gerais. Estamos diversificando atividades e investindo em estrutura para oferecer mais opções para a exportação do agronegócio mineiro”.



Os gestores da FAEMG apresentaram os principais produtos agropecuários exportados pelo estado, regiões produtoras e desafios logísticos:
“Hoje, quase metade da safra mineira de café é exportada. Vários outros produtos de nosso estado, como grãos, carnes, madeira, também são enviados para todo o mundo.  Em um mercado global cada vez mais acirrado, encontrar alternativas logísticas que nos garantam mais competitividade é fundamental”, destacou o diretor da FAEMG, Breno Mesquita.

“As remessas internacionais do agronegócio mineiro somaram 7,9 bilhões de dólares em 2017. Isso significa 31% de tudo o que Minas exportou. É um setor muito importante e que tem necessidades específicas de armazenamento, refrigeração e prazos para o transporte. Fatores que são determinantes no escoamento da produção”, disse o diretor da FAEMG, Rodrigo Alvim.