até
sexta-feira, 19 de dezembro de 2014
BNDES vai liberar R$ 592 milhões para o setor sucroenergético
Diário do Comércio
O BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) aprovou financiamentos a quatro projetos do setor sucroenergético em valores que somam R$ 592,1 milhões. A maior operação, que receberá R$ 309,6 milhões, vai servir à implantação de uma planta de etanol de segunda geração (2G) pela Abengoa Bioenergia Agroindústria.
 
Segundo o banco de fomento, será a quarta planta de etanol 2G no Brasil, com capacidade nominal de 64 milhões de litros por safra. A unidade será construída na Usina São Luiz, em Pirassununga (SP). "Com mais este investimento, a capacidade instalada de produção de etanol 2G no Brasil atingirá quase 200 milhões de litros por safra", destacou o BNDES, em nota.
 
Outros dois projetos foram aprovados inaugurando o plano Paiss Agrícola, criado para fomentar o desenvolvimento e a produção de tecnologias agrícolas ligadas a cadeias de produtivas da cana-de-açúcar ou outras culturas energéticas. A primeira aprovação destinou R$ 139,3 milhões à Biovertis Produção Agrícola Ltda., de Barra de São Miguel (AL). Os recursos serão destinados à formação de um sistema de manejo adequado para cana-energia, tipo de cana-de-açúcar com alta produtividade e maior concentração de biomassa.
 
A segunda aprovação beneficiou a Raizen Energia S.A. com recursos no total de R$ 4,5 milhões. O objetivo da companhia é viabilizar em larga escala técnicas mais ágeis e eficientes de propagação de mudas pré-brotadas de cana-de-açúcar. "Com a nova técnica, espera-se reduzir significativamente os custos de plantio, além de aumentar a qualidade da germinação da lavoura de cana, contribuindo para incrementar a produtividade agrícola do setor", informou o banco.
 
Inova
 
As aprovações confirmadas pelo BNDES hoje também inauguraram o Inova Sustentabilidade, programa em conjunto com a Finep que busca apoiar projetos que promovam a produção sustentável. A operação aprovada totalizou R$ 138,8 milhões, destinados à companhia Cerradinho Bioenergia S.A., para investimentos em pesquisa e desenvolvimento (PãD) e compra de máquinas e equipamentos nacionais. O projeto também inclui investimentos que devem elevar de 70 MW para 160 MW a capacidade de cogeração de energia elétrica da usina. 
Últimas notícias publicadas
17/02/2020 Nova diretoria da Girolando
17/02/2020 Grupo 3corações adquire a operação de café torrado e moído da Mitsui Alimentos com todas as suas marcas e ativos
17/02/2020 Vaga para Analista Técnico de Formação Profissional Rural (FPR), em Belo Horizonte
17/02/2020 São as isenções fiscais que definem as doses dos defensivos agrícolas?
17/02/2020 Sustentabilidade: SENAR finaliza curso piloto de Produção de Carvão no Sistema Fornos-Fornalhas
17/02/2020 Operação e Manutenção de Motosserra em Alto Jequitibá
17/02/2020 O caminho mais curto para conhecer e produzir um café especial
17/02/2020 Produtores rurais de Valadares e região finalizam GQC
14/02/2020 Embrapa Milho e Sorgo - Presidente do Sistema FAEMG homenageado
14/02/2020 Flores comestíveis e hortaliças não convencionais em alta na mesa dos brasileiros
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
E-mail: asind@faemg.org.br