até
terça-feira, 1 de setembro de 2020
Programa ATeG Café em Araponga gera produtividade, qualidade na produção e envolvimento dos jovens
Lílian Moura, de Viçosa

“Os produtores entenderam que ter esse espaço para o técnico é um momento de investimento e os resultados são incalculáveis! Desenvolvimento, sustentabilidade, participação familiar, pessoas da família que não se envolviam com a atividade passaram a se dedicar.  E vimos o aumento da produtividade, da qualidade e da lucratividade”, relata o técnico Laio Almeida, que acompanha o grupo do Programa de Assistência técnica e Gerencial (ATeG) em Araponga.

Para ele, as barreiras foram superadas depois que os produtores perceberam esses resultados nas suas propriedades, como o Elias de Assis, que, apesar de ter sido resistente às informações e inovações trazidas no início do Programa, atualmente comemora a qualidade do seu café e a colheita de uma das suas maiores safras, que está acontecendo este ano.

O cafeicultor Elias de Assis na lavoura

Sucessão rural

O engajamento dos jovens com o negócio da família também tem chamado atenção de Laio, que reforça ser esse um dos objetivos do Programa. “Tenho buscado inserir os filhos na gestão da propriedade e tem sido um trabalho muito interessante”.

A produtora Simone Aparecida Dias Sampaio Silva, que já ganhou diversos prêmios pela qualidade do seu café, conta que o Programa a ensinou a enxergar e conduzir a propriedade como uma empresa e revela que toda essa transformação tem aproximado a filha Sofia da cafeicultura. “Para mim é um grande motivador o envolvimento da Sofia na gestão. Hoje, motivada pelas atividades, ela resolveu trocar a graduação em  Economia pela de Engenharia Agronômica na UFV . Vendo o  interesse dela nós pensamos em investir cada vez mais e buscar melhoras para que ela permaneça no campo”.

Laio, com a produtora Simone e sua filha, Sofia

Outro exemplo de aproximação e engajamento nos negócios da família é o jovem Victor Gomes Souza Miranda, que tem acompanhado de perto o trabalho do técnico junto ao pai, Sebastião Andrade Miranda, e destaca que o ATeG “mudou a forma de gerenciar a propriedade e ter uma nova meta de produção”.

Segundo Laio, o envolvimento do jovem foi essencial para o sucesso no preço de venda do café alcançado pela família em 2019. “Esse ano ele está de novo à frente da comercialização e compra de insumos e isso tem alavancado muito a lucratividade da propriedade”.

A partir da esquerda, Laio, o jovem Victor, Sebastião e Pedro Lucas, também filho do produtor

Últimas notícias publicadas
23/10/2020 Programa FIP Paisagens Rurais começa atendimento a mais 800 produtores na Bacia do Rio Tijuco
23/10/2020 Mulheres do café do Sul de Minas buscam conhecimento na gestão comercial
23/10/2020 Sistema FAEMG promove live na 25ª FENICS sobre soluções tecnológicas para o agro
23/10/2020 Arteiras da Canastra conquistam clientes pelo Guia Virtual do Empório SENAR MINAS
23/10/2020 Conhecimento, apoio e empreendedorismo: conheça a Cafeteria Café do Sonho
23/10/2020 Simulados demonstram na prática técnicas de prevenção e combate a incêndios em canaviais
22/10/2020 Programa ATeG em Turmalina vai fortalecer fruticultura
21/10/2020 Produtores fazem sucesso com linguiças em Guaxupé
21/10/2020 Trabalhadores aprendem a combater formigas para proteger eucaliptos
21/10/2020 Rota turística Caminhos de São Tiago deve ser lançada ainda este ano
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
E-mail: asind@faemg.org.br