até
quinta-feira, 28 de maio de 2020
Mais de 88 mil empregos formais foram extintos em Minas Gerais
 Mara Bianchetti / Diario do Comércio

Em abril, o Caged registrou 149.213 demissões contra 60.915 contratações com carteira assinada em MG

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) e as medidas de distanciamento social, que incluem a suspensão de diversas atividades econômicas, afetaram diretamente o mercado de trabalho em todo o Brasil e em Minas Gerais.


Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, mostram que apenas em abril o saldo de empregos ficou negativo em 88.298 vagas no Estado. Ao todo foram 60.915 contratações contra 149.213 demissões no mês.


De acordo com o Caged, em março, quando os efeitos da crise do coronavírus começaram a ser sentidos, foram fechadas 18.984 vagas formais em Minas. Já em fevereiro e janeiro os resultados haviam sido positivos em 26.394 e 3.931, respectivamente.


Assim, no acumulado deste ano, o déficit de empregos no Estado chegou a 76.957 postos de trabalho, a partir da admissão de 513.336 profissionais e o desligamento de outros 590.293 nos primeiros quatro meses deste exercício. Os setores mais afetados foram serviços, indústria geral, incluindo a de transformação, e comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas.


Apenas o grupo agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura apresentou resultado positivo.

No fim de março, o Ministério da Economia havia suspendido a divulgação do Caged por falta de informações enviadas pelas empresas, principalmente referentes às demissões de trabalhadores formais, o que, conforme a Pasta, na época, poderia comprometer a qualidade dos dados. E pediu que as empresas retificassem e reenviassem as informações.


Quando comparados com os números do ano passado, os dados do emprego formal são ainda mais alarmantes. Enquanto houve saldo negativo de 88.298 empregos em Minas Gerais no mês passado, em abril de 2019 foi registrado superávit de 22.348 vagas. Já nos acumulados dos primeiros quadrimestres de cada exercício foram observados déficit de 76.957 postos neste ano e saldo positivo de 56.129 de janeiro a abril de 2019.


Setores – Na divisão por setores, conforme a nova metodologia divulgada pelo governo federal, o grupo de serviços registrou saldo negativo de 33.676 postos de trabalho. O subgrupo de informação, comunicação e atividades financeiras, imobiliárias, profissionais e administrativas foi o mais afetado. Em abril de 2019 a atividade de serviços gerou 9.822 empregos no Estado.


Já a indústria da transformação apurou o fechamento de 23.015 postos de trabalho em abril deste ano. Na mesma época do exercício passado foi registrado saldo positivo de 2.833 empregos no setor em Minas Gerais.


O grupo de comércio, reparação de veículos automotores e motocicletas, por sua vez, registrou déficit de 22.902 vagas. Na metodologia utilizada em abril do ano passado, que apresentava apenas o setor de comércio, o resultado foi de 180 empregos encerrados.


Além disso, o setor de construção registrou saldo negativo de 8.954 empregos formais no quarto mês deste ano, enquanto em igual período um ano antes tinha gerado 2.132 empregos no Estado.


Por fim e na outra ponta, o grupo agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura apresentou resultado positivo com 706 vagas criadas. No entanto, em abril de 2020 o número foi de 7.389.

Últimas notícias publicadas
30/10/2020 Indústria, agronegócio e comércio vão cobrar ações dos prefeitos eleitos
29/10/2020 Feira Segura: produtores comemoram retomada do evento em Curvelo
29/10/2020 Mudanças e conquistas após um ano de ATeG Café em Monte Santo de Minas
29/10/2020 Curso de seringueiro insere mulheres no mercado de trabalho
29/10/2020 Sistema FAEMG e BNB discutem termo de cooperação sobre projetos de financiamento
29/10/2020 Filhos de produtores assistidos pelo ATeG Agroindústria participam de intercâmbio
29/10/2020 Programa ATeG é apresentado para profissionais da cafeicultura
29/10/2020 Programa ATeG ensina produtoras de aves a lucrar com ração alternativa
29/10/2020 Faculdade CNA abre inscrições para cursos de graduação EaD para o agronegócio
29/10/2020 SENAR apresenta ações para a silvicultura em webconferência para empresários do setor
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
E-mail: asind@faemg.org.br