até
quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020
ATeG: Sindicato de Uberlândia está com vagas para pecuária de leite, avicultura e fruticultura
Viviane Santana, de Uberaba

Administrar uma propriedade rural não é tão simples quanto parece. Sensível a esta questão, o Sindicato dos Produtores Rurais de Uberlândia está buscando, na parceria com o Sistema Faemg/Senar Minas, uma forma de suprir as dificuldades encontradas na gestão das empresas rurais. A opção é o Programa de Assistência Técnica e Gerencial (ATeG), que atende diversas áreas de atuação.Em Uberlândia, há vagas para produtores de banana, criadores de aves e pecuaristas de leite.

A primeira parceria para formação de turmas de ATeG foi com a Cooperativa Agropecuária Ltda. Uberlândia (Calu). Com oito meses de atuação, o saldo tem sido positivo para a turma de 30 produtores de leite da região. De acordo com Carlos Henrique de Oliveira, supervisor do Programa ATeG Leite, “observamos que neste período houve melhorias na quantidade e qualidade do leite, em produção de alimento, na percepção do produtor quanto a importância dele melhorar questões reprodutivas do rebanho e de fazer, detalhadamente, a gestão da propriedade.”

Na prática, exemplos como o de Dalva de Freitas Rosa mostram o quanto o Programa faz a diferença na vida dos participantes. A pecuarista, que administra uma propriedade de 6 hectares, resolveu participar do ATeG porque chegou ao limite.

“Estava precisando de ajuda. Não sabia quanto de comida eu colocava para minhas vacas e agora aprendi. Fui correspondida na ajuda que eu estava precisando. Com isso, baixei meus custos e aumentou meu leite. Fico agradecida por ter quem cuida da gente, como o Sistema Faemg/Senar Minas, por que cuidar da roça não é nada fácil. Está sendo muito bom!”, disse Dalva.

O que antes eram 24 vacas, com três delas secas, se transformaram em 14 animais em lactação. Com a venda das vacas improdutivas e o manejo adequado, a produção passou de 14,5 litros/dia para uma média de 19,6 litros/dia. Com a redução das despesas, a produtora está ganhando mais com o que produz.

Segundo José Soté da Silva, instrutor e técnico do ATeG que acompanha a propriedade de dona Dalva, “quando começamos o trabalho de orientação, o custo total com medicamento, ração, material de ordenha e outros era cerca de R$ 1,12 e conseguimos baixar para R$ 0,97. Este foi o primeiro passo, o seguinte foi o planejamento da alimentação da seca de 2020. Conseguimos orientá-la para que plantasse silagem em uma parte da propriedade do vizinho, o que vai baixar ainda mais as despesas. Com dona Dalva estamos vendo o quanto a proposta do ATeG é importante para os produtores, que estão começando a ver maior rentabilidade no final de cada mês”, explica.

O gerente regional do Sistema Faemg / Senar Minas em Uberaba, Caio Oliveira, ressalta que o Programa de Assistência Técnica e Gerencial vem contribuir com o desenvolvimento completo do produtor rural. "Pela metodologia trabalhada temos uma atenção constante em propor ações do ATeG de forma profissional e responsável, tendo um comprometimento mutuo junto ao produtor para que, de fato, o Programa possa transformar a vida e a atividade produtiva das famílias rurais atendidas. Ressaltamos ainda a importante parceria com o Sindicato Rural de Uberlândia, que nos ajuda na divulgação e manutenção dos grupos trabalhados.”

Programa ATeG

Criado em 2013 pelo SENAR Nacional, o Programa ATeG (Assistência Técnica e Gerencial) leva à produtores rurais assessoria na gestão da propriedade e em técnicas de produção. O produtor que aderir ao programa recebe assistência técnica regular gratuita e, dependendo a área de atuação, ele tem duração de dois a quatro anos, como é o caso da cafeicultura.

As turmas são compostas por 30 produtores e um técnico fica responsável por estas propriedades. Ele usa uma metodologia que é aplicada em cinco etapas: diagnóstico produtivo individualizado, planejamento estratégico, adequação tecnológica, gestão e capacitação profissional complementar e avaliação sistemática dos resultados.

Os resultados são sentidos ao longo das etapas e nas mudanças implantadas, conforme diagnóstico do profissional que acompanha a propriedade.

Últimas notícias publicadas
02/04/2020 Turismo Rural: Para ajudar empreendedores, instrutora grava vídeo com dicas para se reinventar na quarentena
02/04/2020 Laticinista de Maripá de Minas destaca a importância do SENAR para a expansão do seu negócio
02/04/2020 Produtores rurais apostam no delivery em Divinópolis
01/04/2020 SENAR MINAS capacita moradores de Uruana de Minas para o turismo rural
01/04/2020 Agricultores familiares de Passa Vinte diversificam atividade rural com ajuda de cursos do SENAR
01/04/2020 Produtores de morango de Datas ajustam técnicas com Programa de Agricultura Irrigada
31/03/2020 Produtores rurais do Norte de Minas se preocupam com fechamento do comércio por mais tempo
31/03/2020 Vale do Jequitinhonha recebe mais de 220 cursos do SENAR em três meses
31/03/2020 Orgulho: Casal faz quadro e emoldura certificados de treinamentos do SENAR
31/03/2020 "Flores da Terra": Curso do SENAR leva resgate cultural e financeiro a comunidade de Turmalina
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
E-mail: asind@faemg.org.br