até
sexta-feira, 9 de agosto de 2019
11ª Edição do Megacana se prospecta como um dos melhores eventos nacionais do setor sucroenergético
Viviane Santana, de Uberaba

A cada ano o evento cresce e ganha visibilidade em todo país, reunindo o que há de melhor em informação, conhecimento e tecnologia num único lugar

Nestes 11 anos de evento, a Megacana Tech Show já e considerada o maior evento do setor sucroenergético de Minas Gerais. A cada ano, a feira tem entrado no calendário de usinas, produtores rurais, fornecedores e profissionais deste segmento como data especial do setor. Além da Canacampo (Associação dos Fornecedores de Cana da Região de Campo Florido), o evento conta com a SIAMIG (Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais) como promotores, e com o apoio de grandes parceiros como o Sistema Sindical Patronal Rural e o Sistema FAEMG / SENAR MINAS.

Reunidos em Campo Florido, os participantes conferiram em dois dias painéis, debates técnicos, apresentação de inovações tecnológicas e as palestras com o jornalista William Waack e o psiquiatra Dr. Augusto Cury.

“Esta é uma feira que está crescendo e ganhando importância. Ela deixou de ser regional, para ser estadual e tem ganhado uma conotação nacional, porque ela tem um novo propósito que é divulgar o trabalho do setor sucroenergético. Nosso mote é quebrar a ideia que trabalhamos impactando negativamente o meio ambiente, o que não é verdade", explicou presidente da Canacampo, Marcos Brunozzi.

Para Brunozzi, todo setor agropecuário vive este problema, que é a falta de comunicação. "Temos um país que preserva 63% de sua mata nativa e ocupa apenas 7,8% de área com a produção agrícola. No caso do setor sucroenergético, fazemos um combustível que polui 90% menos que qualquer gasolina, que tem como subproduto a energia de biomassa, o açúcar. A vinhaça é transformada em biofertilizante, portanto, temos um setor que não joga nada na natureza, a não ser vapor de água. Nosso propósito é usar esta feira para divulgar a tecnologia e mostrar o compromisso e a qualidade socioambiental que nós temos”, ressaltou.

Programação técnica da FAEMG e da CNA

Há três anos a Megacana ganhou um novo dia, com uma programação técnica da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (FAEMG) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A grande estrutura que era montada para apenas um dia de atividades foi aproveitada para dar mais conteúdo e possibilidade de negócios aos expositores e participantes.

Weber Bernandes, vice-presidente da FAEMG, representou a Federação na abertura do evento. Além de falar de modo especial sobre o SENAR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), que é responsável por ofertar informação e conhecimento tecnológico aos produtores, ele destacou que o sistema está conectado e preparado para o novo agro. “As instituições têm preparado o que interessa para o homem do campo, oferecendo assistência técnica para atender as demandas dos produtores rurais”, disse.

Neste ano, a tarde de quarta-feira (7) contou com a palestra com o diretor da Datagro, Guilherme Nastari, que falou sobre as “Perspectiva para o setor sucroenergético”. Com dois painéis programados, o primeiro trouxe os desafios do mercado mundial de açúcar, que teve a moderação do diretor comercial da Usina Coruripe - Francisco Vital, e na sequência o tema foi “Manejos e cases na cultura da cana-de-açúcar”, com a moderação de Rodrigo Piau - Coordenador Agrícola da Canacampo, com participação especial do presidente da Comissão de Cana-de-açúcar da CNA, Ênio Fernandes Júnior.

Segundo Ênio, todos os setores estão se reinventando e com o agro não é diferente. “O que eu fico satisfeito é que a feira mostra que tem muita tecnologia vindo, mas sem esquecer a base, que é a produção. As startups ligadas a gestão ou análise de produção  estão sendo apresentadas aqui, para o produtor ficar ainda mais competitivo. Não existe nenhum setor no mundo que sobrevive sem produtividade e a FAEMG está mostrando a necessidade de incentivo a ela, pois são produtividade e a gestão que vão salvar o produtor rural. Na Megacana temos informação, conhecimento e tecnologia - isso move o mundo e é isso que vai mover o setor sucroenergético também”, comentou Fernandes.

Presença do governador e entrega de homenagens

Ao chegar a Campo Florido, o governador Romeu Zema se reuniu com prefeitos da região e representantes do segmento cana-de açúcar. Em seguida participou da abertura oficial, onde discursou, junto com os presidentes da Canacampo, Marcos Brunozzi, e da Siamig, Mário Campos Filho. Zema esteve acompanhado pela secretária de estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Ana Valentini.

Durante seu pronunciamento, Zema falou das dificuldades pelas quais passa o estado, sobre os avanços do governo desde o começo do ano e a importância da Megacana e dos produtores para o desenvolvimento da nação. “Quem produz no Brasil merece homenagem, merece estátua. Enfrentam estradas, fiscalizações e uma legislação caótica. Esse país está dando certo por causa do agronegócio e o agro está dando certo por causa da luta de vocês”, disse o governador.

O segundo dia de atividades na Megacana Tech Show também foi marcado pela entrega de homenagens às pessoas que prestam relevantes serviços ao agronegócio brasileiro. Representando o Sistema Sindical Patronal Rural, este ano foi agraciado o presidente do Sindicato dos Produtores Rurais de Campo Florido – Carlos Márcio Guapo (foto abaixo). Entusiasta do evento, Márcio ficou muito feliz com a reconhecimento.

“Eu tenho lutado pelos produtores rurais de Campo Florido. A parte política de nossa cidade é muito complicada e eu não me envolvi com isso, minha proposta sempre foi melhorar a vida do produtor rural e temos conseguido. É uma luta muito forte, tenho vencido muitas barreiras e este é o reconhecimento do nosso trabalho. O Agro precisa trabalhar a comunicação. Temos que estar juntos, falar a mesma língua para que conquistemos o espaço que é nosso. Só juntos vamos conseguir mudar e mostrar o quanto somos importantes”, ressalto Guapo.

Últimas notícias publicadas
13/11/2019 Semana Internacional do Café espera geração de negócios superior na edição deste ano
06/11/2019 Presidente assina decreto que simplifica plantio de cana-de-açúcar
15/10/2019 PIB DO AGRONEGÓCIO CRESCE 0,64% EM 2019
09/10/2019 Presidente do Sistema FAEMG e governador de Minas discutem com ministro em exercício as demandas da cafeicultura
21/08/2019 Variações climáticas impactam safra de 2019 e geram preocupação para 2020
09/08/2019 11ª Edição do Megacana se prospecta como um dos melhores eventos nacionais do setor sucroenergético
05/08/2019 Energia solar fotovoltaica atinge 1 gigawatt em geração distribuída no Brasil
31/07/2019 Produtores mineiros de café amargam prejuízos com geadas
29/07/2019 Pesquisadores apresentam resultados do Forrageiras para o Semiárido, durante Dia de Campo em Carlos Chagas
25/07/2019 McCain anuncia construção de primeira fábrica de batatas fritas no Brasil
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
E-mail: asind@faemg.org.br