até
quinta-feira, 20 de dezembro de 2018
CNA debate definição de alimentos artesanais
CNA

Para discutir os requisitos de definição de alimentos artesanais e a regulamentação do selo ARTE, a Confederação da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) participou, na terça (18), da primeira reunião do grupo de trabalho criado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) para debater o tema.

A definição do conceito desses produtos para a criação da identificação do selo ARTE atende à Lei 13.680/2018, que permite a comercialização de produtos artesanais de origem animal em todo o País, desde que submetidos à fiscalização de órgãos de saúde pública dos Estados e do Distrito Federal.

O grupo técnico de trabalho conta com a participação da CNA, Mapa e outras entidades da cadeia produtiva, englobando produção primária, agroindústrias e consumidores.

Para a assessora técnica da Comissão Nacional de Empreendedores Familiares Rurais da CNA, Marina Zimmermann, a definição dos critérios irá beneficiar pequenos e médios produtores de alimentos produzidos de forma artesanal, com características e métodos tradicionais ou regionais próprios, boas práticas agropecuárias e de fabricação.

“Estamos trabalhando para definir o que é alimento artesanal e quais os requisitos para que esse alimento seja artesanal. O grupo técnico vai elaborar esse regulamento de uma forma a abranger o público de produtores empreendedores familiares rurais, contemplando as boas práticas agropecuárias”, destacou.

O potencial do mercado desses produtos vem crescendo a cada ano. Além de conferir sabor especial às receitas, a produção desses alimentos contribui para o desenvolvimento rural e para a fixação das famílias no meio rural.

O assessor técnico da Comissão Nacional de Bovinocultura de Leite da CNA, Thiago Rodrigues, também participou da reunião. “A regulamentação do selo ARTE vai possibilitar ao consumidor a segurança de que todo o processo é realizado de forma artesanal e tradicional. Além disso, potencializará o aumento de renda para o produtor rural”, concluiu.


 

Últimas notícias publicadas
21/01/2019 Alta divulga catálogo de leite importado 2019
21/01/2019 Fruticultura ganha vida nova em Minas Gerais
21/01/2019 CNA e entidades discutem propostas para setor lácteo com ministra da Agricultura
18/01/2019 Região dos motéis na BR-040 vira novo polo de gastronomia
18/01/2019 Da Roça para a China: Mercado em Xangai vai vender de queijo a frango caipira
18/01/2019 Produtor rural aprova decreto, mas pede mais medidas para reduzir crimes no campo
18/01/2019 CNA apresenta sistema de rastreabilidade vegetal na Showtec 2019
18/01/2019 Sistema CNA/Senar lança na região sul projeto para capacitar produtores integrados
18/01/2019 Faemg rebate previsão de safra de exportadora
17/01/2019 Artigo - Era da complexidade
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
Fax: (31) 3074-3075
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: asind@faemg.org.br