até
sexta-feira, 14 de setembro de 2018
É tempo de construir barraginhas
Viviane Santana, de Uberaba

A técnica de construir barraginhas ensinada pelo Senar Minas dá a possibilidade de reabastecer melhor as nascentes, proporcionando mais qualidade de vida para os produtores e suas famílias, aumenta da disponibilidade de águas para a produção, além de cumprir papel ambiental.

Os benefícios são inúmeros: ajudam a evitar erosões, aumentam a recarga dos lençóis de águas das áreas de coleta, alimentam os mananciais e asseguram o abastecimento de água nas áreas rurais, causando efeitos positivos para toda sociedade e para o meio ambiente.

No período em que antecede a época de chuvas até o começo delas é o momento ideal de se pensar em implantar as barraginhas em propriedade rurais e áreas próximas às urbanas que precisam de contenção de águas superficiais originadas das chuvas.

A técnica é simples, mas precisa de conhecimento e planejamento para ser implantada. “É necessário fazer preliminarmente um levantamento da área de abrangência da construção, determinando os locais que irão contribuir com as lâminas de águas pluviais que deverão convergir para as barraginhas. Para isso, busca-se estudos de precipitações máximas citados por prefeituras, empresas de assistência técnica e de desenvolvimento.”, explica José Maurício de Gois, instrutor do Senar.

Ainda segundo José Maurício, de posse desses dados, parte-se para a localização e a definição do número das barraginhas que serão construídas. O tamanho vai depender da capacidade de contenção, visando evitar as perdas de águas para estradas, córregos, rios e represas.

Capacitação

José Maurício com os alunos

Em Limeira do Oeste, o Sindicato Rural e o Senar Minas contaram com o apoio da prefeitura, que cedeu as retroescavadeiras, para promover a capacitação. “A turma foi formada por oito participantes que já têm conhecimento em operação de retroescavadeira.  A demanda surgiu porque muitos produtores reclamavam de áreas com erosão em suas propriedades e estradas. Com esta capacitação será possível melhorar a visão do que fazer para conter as águas nas propriedades e solucionar diversos problemas”, comentou o mobilizador Vanderlei Queiroz Pereira.

Em Limeira do Oeste, “as barraginhas foram construídas em um ponto crítico, onde as águas, por falta de contenção, atingem diretamente a área rural, levando, além do excesso de água, dejetos de animais, causando muitos transtornos às famílias rurais”, complementou José Maurício.

O investimento para a construção da barraginha é pequeno, quando se medem os benefícios. “Sem o curso eu não teria nenhuma noção de como fazer a barraginha, de como fazer o cálculo para saber o quanto de chuva se pode armazenar; como estimar o volume de água depositada. Foi muito interessante participar desta capacitação, também porque pode ser uma oportunidade de novos trabalhos”, disse Israel Antônio de Oliveira.

O jovem Dhiovani Isenco Covizzi, de 20 anos, operador de máquinas agrícolas e, junto com o pai presta serviço na locação desses equipamentos, gosta de operar a retroescavadeira pela utilidade que tem dentro das propriedades.

“Já fiz vários cursos de operação de máquinas com o Senar. Ao passar pelos cursos a gente absorve muitas informações, capta diversas instruções me ajudam a aprimorar meus conhecimentos profissionais. Antes do curso, eu pensava que era só abrir um buraco, mas não. Temos uma série de contas e o jeito certo de fazer”, comentou.
 

Últimas notícias publicadas
14/11/2018 Programa Agente de Turismo Rural é apresentado em Baependi
14/11/2018 Capacitação em família: Pai, mãe e filho participam de cursos do Senar em Moema
14/11/2018 Serro promove esta semana sua tradicional Festa do Queijo
13/11/2018 Em Bambuí, Senar realiza curso piloto de Produção Artesanal de Polpa de Fruta
13/11/2018 Em Lima Duarte, Senar Minas promove evento piloto sobre primeiros socorros em ambiente escolar
13/11/2018 Rubim recebe curso de Ordenhadeira
13/11/2018 Alunos do Senar recebem certificados em Capelinha
13/11/2018 Senar leva curso de operação de retroescavadeira a trabalhadores do Norte de Minas
13/11/2018 Desterro do Melo recebe cursos de Doce de Leite e de Derivados do Café
09/11/2018 Técnicas de reaproveitamento de sementes, cascas, folhas e flores são ensinadas pelo Senar e pode gerar renda extra para o Natal
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
Fax: (31) 3074-3075
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: asind@faemg.org.br