até
terça-feira, 13 de março de 2018
Curso Salgados e Doces de Festas chega ao Triângulo Mineiro
Viviane Santana, de Uberaba

O período de crise pelo qual o país vem passando incentiva as pessoas a buscarem formas de empreender e garantir renda para a família. Nesse sentido, o curso de Produção Artesanal de Doces e Salgados de Festa, lançado ano passado pela Coordenadoria de Promoção Social do Senar Minas, dá aos participantes possibilidades de trabalhar e atender a um mercado que não para.

Em Ibiá, a capacitação foi promovida em parceria com o Sindicato Rural de Ibiá e reuniu duas turmas de mulheres em busca de oportunidade de geração ou aumento de renda familiar. “Observamos que quando elas explicam porque estão fazendo o curso é devido ao período de dificuldade e crise em que está passando o país”, explica a instrutora Márcia Maria Ferreira.

Foram as próprias alunas que providenciaram a matéria prima para os alimentos. “Ao se inscreverem, informamos aos participantes que elas teriam que ajudar com os produtos usados na fabricação dos alimentos e elas aceitaram de pronto. Como toda a capacitação é gratuita, elas perceberam o quanto seria importante a colaboração. O curso foi um sucesso”, disse a mobilizadora do Sindicato de Ibiá, Lorena Martins.

Além de ensinar a produção dos doces e salgados, o curso também promoveu um resgate cultural por meio das receitas que foram surgindo da conversa com as alunas. “Receitas tradicionais como empadas, coxinha, risoles, quibe e o pastel comum foram aparecendo, além de algumas que elaboramos com as próprias participantes. Na parte dos doces, fizemos docinho de abacaxi, beijinho, brigadeiro, torta de limão, bolo de aniversário e muito mais. Este é um curso amplo e muito versátil e o que se aprende aqui pode atingir vários públicos”, ressalta Márcia.

Adriana Camargos se inscreveu visando exatamente aumentar a renda da família. Após perder o emprego como auxiliar administrativo, ela vive da venda dos chinelos bordados que produz, e agora os doces e salgados para festa vieram como mais uma opção de renda.

“Quando a gente começa um trabalho autônomo, no começo dá um medo e a família fica com receio de não conseguir se adaptar, de ter uma renda fixa, mas os resultados foram super positivos. No mês passado, por exemplo, a minha receita foi melhor do que o quando eu tinha meu salário fixo. Além disso, é muito melhor estar em casa, trabalhar com que se gosta, ficar com a família. Agora é pensar no futuro e, quem sabe, ser dona de uma padaria”, planejou, entusiasmada.

Diferentemente da Adriana, Angélica Aparecida de Carvalho já é uma empresária do setor alimentício. Desde muito jovem começou vendendo brigadeiros e pirulitos de chocolate na escola. O negócio deu tão certo que a jovem de 26 anos trabalha com os doces há 10 anos e não pensa em parar. Como atende festas, os pedidos agora são pelos salgados.

“Este curso é uma forma de aprimoramento e um incentivo a mais para trabalhar com salgado para festa, já que tenho um pouco de conhecimento. Pensava que era difícil, mas com persistência eu consigo fazer perfeito. Acho que tem muitas pessoas que conseguem produzir muito bem e que só precisam ter mais atitude e não ter medo de conseguir vender. Garanto que é possível ganhar dinheiro, pagar as contas e um pouquinho mais. O melhor de tudo é ter o domínio da própria vida”.

Últimas notícias publicadas
21/09/2018 Apicultores de Patrocínio do Muriaé aprendem sobre produção de própolis
21/09/2018 Senar Minas promove oficinas durante ExpoBrahman 2018
21/09/2018 Mais uma nascente é recuperada em Passa Vinte
21/09/2018 Instrutoras de Artesanato do SENAR recebem informações para atividades em 2019
21/09/2018 Passos e Piumhi recebem Seminário a respeito do eSocial
20/09/2018 GQC transforma produtores em empresários rurais nos Vales do Rio Doce e Mucuri
20/09/2018 ABC Cerrado é pauta de reunião em Araçuaí
20/09/2018 Santa Maria do Salto recebe o curso de Irrigação por Aspersão
20/09/2018 Curso de Cuidados Básicos com o Idoso é realizado em Medina
19/09/2018 Técnicos do Senar-ES conhecem o trabalho desenvolvido em Minas
Ver todas
FAEMG
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3000
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: faemg@faemg.org.br
Senar Minas
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3074
Fax: (31) 3074-3075
E-mail: senar@senarminas.org.br
INAES
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3109
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: inaes@inaes.org.br
Sindicatos
Avenida do Contorno, 1.771 - Floresta
Belo Horizonte – 30.110-005
Fone: (31) 3074-3028
Fax: (31) 3074-3030
E-mail: asind@faemg.org.br